"#Ele Está De Volta" traz à tona não só o temido Hitler, mas também os perigos do fundamentalismo, do populismo e da influência da mídia em nós.

O livro fala de Adolf Hitler que acorda em um terreno baldio, 66 anos após sua morte. Tudo começa quando Hitler é descoberto por uma emissora de TV, que pensa que ele é apenas mais um humorista. Mas seu discurso viraliza no Youtube e ele passa a ter seu próprio programa.

Hitler começa a disseminar seu discurso e seu plano de tomar novamente o poder, sempre em nome do bem-estar do povo alemão. Respaldado pelo prisma da liberdade de expressão e pelas máximas: “— É só uma piada”, Hitler fala absurdos, que cada vez mais ganham mais popularidade.

Publicidade
Publicidade

A crítica vai para a mídia, para o jornalismo, ponto genial do livro. Por se tratar de um jornalista, Timur Vermes, autor do livro, fala do assunto de forma bem clara. Do quanto a mídia pode influenciar as escolhas da população, de como ela é capaz de transformar as pessoas em heróis ou vilões.

O grande tema abordado é a Liberdade de Expressão. Até que ponto deve-se aceitar essa liberdade. Fica o questionamento. Eu gostei do livro, ele é um tapa na nossa sociedade que fica deitada no sofá, apenas consumindo, sem capacidade nenhuma de crítica do que está assistindo.

A história é narrada por Hitler, o que nos faz entrar dentro da cabeça dele e nos causa sensações assustadoras. Mas o autor é eficiente em não transformar o livro em uma descrição de Hitler “bonzinho”. Quando nos vemos envolvidos na história de Hitler, somos trazidos de volta a realidade, com as histórias dos personagens secundários.

Publicidade

É nesse momento que percebemos como podemos ser influenciados e que aquela situação pode acontecer em qualquer lugar, na vida real, em nosso tempo.

O livro, que também originou um filme com mesmo nome, traz dados sobre a guerra, histórias que muitos não conhecem, mostrando como o autor se debruçou sobre o tema para escrever essa história. Timur Vermes é jornalista. 'Ele Está de Volta' é seu primeiro romance. #Resenha #Livros