O Natal vem chegando e com ele o planeta é envolvido numa atmosfera de alegria, amor e paz. Ele mora no mês de dezembro, o último mês do ano, que abriga no dia 25, o aniversário de nascimento do menino Jesus Cristo. Criança que veio ao mundo com a missão de ensinar a humanidade a amar.

Ciúmes e inveja levam Jesus à crucificação

Morreu numa cruz por amor de todos, renascendo anualmente nos corações daqueles que aceitam o mistério da encarnação. Seu nascimento é marcado por constantes acontecimentos, já que sua mãe, a Virgem Maria, o concebeu pelo Espírito Santo, tornando-se imaculada, ou seja, nunca foi tocada por homem algum.

Publicidade
Publicidade

Também o seu pai adotivo, José, precisou fugir com a família para Belém, pois Herodes, com ódio e inveja, sentimentos nocivos ao ser humano, pretendia matar o menino.

Jesus trouxe paz e esperança ao povo sofrido

Demonstrando sua opção pelos pobres, não pela falta de riqueza material, mas porque muitos apresentavam insensibilidade no amor ao próximo, Jesus nasceu em Belém, entre os animais, sendo colocado numa manjedoura.

Seu nascimento trouxe paz e esperança ao povo sofrido. Uma história que se assemelha à que se vive o mundo atualmente. As pessoas estão vivendo numa sociedade desesperançada e sem rumo devido situações de crises política, econômica e moral, e aguardam um Salvador.

#Natal é também, o tempo de reconciliação e de solidarizar-se com os irmãos, praticando a caridade e afastando a exclusão, a arrogância e o egoísmo.

Publicidade

É preciso lembrar aquelas pessoas desempregadas que não terão com o que preparar mesa para sua família nesta noite do ano.

Tempo também, de fazer novos planos de vida e traçar metas para o ano que se iniciará. Confiar que tudo dará certo, se os ensinamentos deste Menino que cresceu amando homens e mulheres até as últimas consequências, forem colocados em prática no decorrer do novo período.

Faz-se igualmente importante, atender duas de suas principais solicitações: amar o seu Pai acima de tudo e o próximo como a si mesmo, e não simplesmente frequentar grandes shoppings e magazines, impulsionando a onda do consumismo ditado pelas mídias televisivas, impressas e digitais, fazendo muitos acreditarem que a festa é do Papai Noel. Comemorar o Natal é o momento propício de reflexão sobre a História da Salvação da Humanidade, agraciada pelo mistério da Encarnação do Verbo.

É dever de todos que caminham nesse mundo deixar-se tocar por este mistério, abrindo o coração para este Menino Deus que bate à porta de cada ser, para fazer morada no seu coração. Dessa forma, quando Ele vier pela segunda vez, encontrará no mundo, uma sociedade mais justa e fraterna em igualdade de direitos, trazendo paz entre a diversidade de povos do Seu Pai. #Menino Jesus