O ano de 2016 foi bombardeado por uma série de notícias nada boas como, por exemplo, a guerra civil na Síria, a crise dos refugiados, ondas de violência e protesto crescendo pelos quatro cantos da Terra, situação econômica do Brasil que cambaleia, entre outros fatos, mas, ainda bem, existem os excelentes e tão esperados acontecimentos, que acabam produzindo alegrias, sorrisos, esperanças e diversões para as pessoas em todo o mundo. Uma dessas boas notícias diz respeito à cidade de Paphos, na ilha de Chipre, localizada na parte cipriota–grega, a qual se tornará a Capital da #Europa para #Cultura durante todo o ano de #2017. A data da cerimônia de abertura do evento será o dia 28 de janeiro.

Publicidade
Publicidade

O termo “Capital Europeia da Cultura” é usado como referência pela UE - União Europeia para uma cidade do continente europeu que, pelo período de tempo de um ano, junto com o seu governo, habitantes locais e instituições diversas, será a principal responsável por organizar uma grande lista de eventos culturais, os quais possuem fortíssima identidade dos povos da Europa.

Christos Patsalides, que é membro do Comitê Organizador, revelou que especificamente na praça onde está situada a prefeitura local, reformada há pouco tempo, é que será realizada a abertura oficial para o mundo sobre Paphos, a Capital Européia da Cultura deste ano. Na ocasião haverá a apresentação de inúmeros artistas e coros provenientes da Dinamarca e de outros países europeus.

Para quem estiver presente pessoalmente em Paphos no dia 28 de janeiro, ocorrerá na abertura do cerimonial, um verdadeiro show de luzes e sons, contando com a presença da famosa cantora de música popular da Grécia Alkistis Protopsalti, bem como de outros artistas, que durante o encontro desempenharão cada um o seu papel de enriquecer a cultura do velho continente.

Publicidade

Em resumo, serão 152 projetos, tendo mais de 350 atividades especialmente planejadas para o transcurso do ano corrente. Um número superior a 1.500 artistas em geral completará este encontro cultural e artístico tão especial e singular. Viva a Paphos, em Chipre, Capital Europeia da Cultura em 2017.