"Aquarius" é um #Filme pra quem gosta de Maria Bethânia, poesia e reflexões; é pra gente que tem coração mole, para quem se liga nos detalhes que a cada instante aparece. Sônia Braga interpreta Clara, uma escritora e jornalista que na trama já aparece com meia idade, aposentada, viúva e mãe de três filhos. Clara tem uma imensidão em si mesma, suas demonstrações de afeto não são tão intensas, mas sua busca por aceitação é tocante.

Regada de solidão, Clara revela seu afeto com alguns personagens que não são os filhos, eles aparecem juntos em apenas uma cena, e no início do filme, ainda pequenos. Clara cultiva o afeto com seu sobrinho, o bombeiro e sua empregada.

Publicidade
Publicidade

Os trejeitos de Clara

Desde seu mergulho diário, a prender sempre o cabelo antes de se expor, como se ela tivesse uma dupla identidade, uma outra persona. Clara é frágil demais, assim como Sônia. Seu olhar dizia quase tudo sobre sua personagem, ele era intenso. O jeito como mexia no cabelo, andava ou apoiava o queixo sobre as mãos. Ela luta para ficar em seu apartamento na orla da praia de Boa Viagem, Recife, enquanto uma construtora a ameaça indiretamente com vários acontecimentos ao decorrer da trama.

Clara era uma ''criança teimosa e velhinha'', o que acredito que Sônia também seja, todos nós deveríamos ter um pouco da criança que fomos, mesmo envelhecendo, permanecer doce na amargura do mundo. Temos que saber e aprender a cultivar os pequenos detalhes da vida, mesmo quase metade sendo ônus.

Publicidade

O nome do filme

#Sônia Braga diz em uma entrevista que ela e Clara eram de lugares diferentes, ela era da cachoeira, enquanto Clara era do oceano, da imensidão. As duas se encontraram e o nome do filme surgiu pela junção das duas águas, que quando se juntam podem ter uma força incrivelmente avassaladora.

Sônia braga interpretou personagens como Gabriela, Dona Flor, Julia de Dancin' Days, entre outras personagens marcantes na TV Brasileira. ''Fazer sucesso é como ser eleita. As pessoas te olham e acreditam em você'', diz Sônia. "Aquarius" deixa uma mensagem de solidão, amor e persistência. #Cinema