Mais uma vez favorita para o Oscar de melhor atriz em 2017, Natalie Portman carrega um histórico de forte representatividade, que muitas vezes ultrapassa os limites do público norte americano, para reconhecimento mundial, por filmes como: “O Procurado” (1994), “V de Vingança” (2006), “Closer” (2004), “Star Wars I e II” (1999, 2002) e “Cisne Negro” (2011) – o último em especial, rendeu-lhe o 1º #Oscar.

Portman é indicada pela terceira vez (a segunda, por seu desempenho em “Closer”) a receber o prêmio da Academy Awards, pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Los Angeles, Califórnia, como reconhecimento por sua marcante desenvoltura em frente às lentes, interpretando Jacqueline (Jackie) – a esposa de um dos mais memoráveis presidentes dos Estados Unidos (EUA) – do dia que sofreu o atentado que assassinou John F.

Publicidade
Publicidade

Kennedy até os quatro dias posteriores a seu falecimento.

Natalie chegou a ser cogitada para vencer o Globo de Ouro, mas acabou alcançando dois prêmios de melhor atriz pelo papel desenvolvido como Jackie, um através da Hollywood Film Awards (cerimônia de premiações de obras cinematográficas americanas, que ocorre anualmente desde 1997). O outro pelo Critic’s Choice Awards - fundado em 1996, tem o conselho formado pela administração do Broadcast Film Critic’s Association, considerado a maior organização de críticos dos EUA e do Canadá. Ambos, respectivamente, aconteceram em novembro e dezembro de 2016.

Jackie

Jackie” teve estreia em 2 de dezembro de 2016 nos EUA e chega ao Brasil, após dois meses, devendo ser lançado em 2 de fevereiro deste ano. A cinebiografia, dirigida pelo chileno Pablo Larrain, com roteiro de Noah Oppenheim, quebra os parâmetros do gênero e miscigena drama e biografia, apresentando uma personagem de contraste e requinte.

Publicidade

“Mesmo com seu eu emocionalmente dilacerado, ela está aqui retratando, como uma mulher no controle sagaz de sua identidade, a alternância entre diferentes máscaras para a imprensa, público, e associados, sem se esconder através de nada, somente quando está verdadeiramente sozinha”, diz um trecho da crítica da Revista Variety, sobre a essência de Jackie, que ganha vida através de Portman.

“Poucas atrizes receberam um segundo prêmio de Melhor Atriz. A última foi Meryl Streep. Antes dela, Hilary Swank e Jodie Foster. O que deixa a impressão de que esse é um clube que a Academia faz questão que seja difícil de fazer parte, afinal, outros membros são Bette Davis, Ingrid Bergman, Jane Fonda... Então, Natalie Portman parece ser a atriz certa pra entrar nesse grupo... e ela já mostrou toda sua versatilidade, inclusive como diretora. Um segundo Oscar de Melhor Atriz afirmaria justamente que ela é uma das grandes atrizes dos últimos anos”, afirma o crítico Danilo Teixeira, da Equipe Cinema é Tudo Isso (CETI).

Confira o trailer de Jackie aqui #NataliePortman #Hollyhood