Após polêmica sobre supostos maus-tratos a cão no filme "Quatro Vidas de um Cachorro", première e coletiva de imprensa com os atores do longa-metragem foram cancelados neste fim de semana nos Estados Unidos. A produtora "Amblin Entertainmente" preferiu aguardar melhor ocasião, depois que um vídeo postado pelo jornal americano "TMZ" causou grande revolta nos internautas.

Na gravação, um cachorro da raça pastor alemão aparece sendo jogado por um produtor em uma piscina com ondas, o cão está visivelmente apavorado. O vídeo polêmico já foi visto por milhares de pessoas.

Em nota, a Amblin declara que, enquanto revisa o vídeo para se certificar se houve mesmo maus-tratos, a Universal Pictures decidiu adiar a coletiva de imprensa com os atores do filme.

Publicidade
Publicidade

Segundo eles, nada pode atrapalhar a relação de amor e amizade que existe entre o cão e o homem. Preocupada em descobrir a veracidade dos fatos, a organização "American Humane", que trabalha na proteção dos animais que participam dos sets de filmagens para #Cinema e #Televisão nos EUA, investiga se, de fato, houve maus-tratos ao pastor alemão durante a gravação.

De acordo com o jornal "Daily Mail", a cena que caracteriza maus-tratos foi gravada em 2015 no Canadá. Um homem tenta atirar um cão em uma piscina com ondas, o animal se mostra visivelmente assustado e mesmo assim é forçado a pular. Uma voz grita: "Não se preocupe. A água está quente. Ele não vai se acalmar. Apenas atire-o (na água)". O cão é atirado e logo em seguida submerge das ondas, o treinador pede para interromper as gravações.

Publicidade

Na piscina, foram usados oito motores para simular as ondas e ficar parecido ao mar.

As informações do jornal é de que o ator Josh Gad, que faz a voz do cão no filme, sentiu-se bastante incomodado com a cena e publicou um texto pedindo explicações sobre as "imagens perturbadoras".

Já a "PETA", maior organização na defesa dos animais, está convidando os amantes de animais para boicotarem o filme. Segundo a ONG, #Cães e outros bichinhos devem receber amor e carinho e não ser tratados como enfeites em filmes.