Em seus 89 anos de história, a premiação do #Oscar teve um de seus momentos mais confusos na noite deste domingo, dia 26, quando um equívoco apontou a produção errada como vencedora do Oscar de melhor filme de 2017. Apresentado pelos astros Warren Beatty e Faye Dunaway, o prêmio mais aguardado da noite foi inicialmente divulgado como do musical “La La Land”. Enquanto a equipe do musical já realizava seus primeiros agradecimentos no palco Dolby Theatre, em Hollywood, Los Angeles, a Academia percebeu o erro, e os responsáveis por “Moonlight”, reais vencedores, subiram então ao palco para receber o prêmio.

Com a estatueta principal, “Moonlight” angariou três prêmios no Oscar 2017.

Publicidade
Publicidade

Antes, a produção já havia levado os prêmios de melhor roteiro adaptado de melhor ator coadjuvante, com Mahershala Ali. Composto por um elenco inteiramente negro, a premiação para “Moonlight” foi elogiada pela crítica como uma espécie de reparação da Academia. No ano passado, o Oscar foi bastante criticado nas redes sociais pela escassez de prêmios a atores e produções negras. Na ocasião, a hashtag #OscarsSoWhite chegou a viralizar nas redes, numa crítica aberta à preferência da Academia por atores brancos nos principais prêmios.

Vencedores da noite e alfinetadas em Trump

Apesar de não ter levado o prêmio de melhor filme, o musical “La La Land” foi o filme que angariou o maior número de prêmios na noite, com seis estatuetas, incluindo a de melhor diretor para Damien Chazelle e de melhor atriz para Emma Stone.

Publicidade

Protagonista de “Manchester à Beira-Mar”, Casey Affleck, irmão do também ator Ben Affleck, angariou o prêmio de melhor ator.

Apresentada pelo comediante e apresentador de televisão Jimmy Kimmel, a cerimônia também teve ataques ao presidente norte-americano, Donald Trump, acusado de barrar veículos contrários à sua administração nas coletivas de imprensa da Casa Branca. Trump também foi criticado pelo diretor iraniano Asghar Farhadi, que levou o prêmio de melhor filme estrangeiro por “O Apartamento” e optou por não comparecer à cerimônia em protesto ao presidente americano.

Durante a cerimônia, Kimmel brincou com o fato de Trump usar seu Twitter a todo o tempo, chegando a enviar um tweet ao vivo para o presidente. “Você está acordado?”, dizia a publicação do apresentador, que viralizou instantaneamente nas redes sociais. Antes, Kimmel já havia chamado a plateia a dar uma salva de palmas para Meryl Streep, atriz chamada de “superestimada” pelo presidente americano após criticá-lo.

A noite contou ainda com apresentação de Justin Timberlake, e com a premiação de melhor documentário para “OJ, Made in America”, que trata sobre o julgamento do ex-jogador de futebol americano O.

Publicidade

J. Simpson, que em 1994 foi acusado de matar a ex-mulher e um amigo.

A noite ainda teve outros vencedores, como “Zootopia”, que levou a estatueta de melhor animação, e “Viola Davis”, que também angariou o prêmio de melhor atriz coadjuvante por seu papel em “Fences”, onde contracena com Denzel Washington, que também dirigiu a produção.

A lista completa de vencedores pode ser conferida no site oficial do Oscar. #Cinema #Cultura