O Carnaval é uma explosão de culturas que estamos prestes a vivenciar nos próximos dias. Sua origem remonta aos séculos XI e XII, com a "quarta-feira de cinzas" do catolicismo orientando a abstenção da carne ou jejum quaresmal. Para alguns estudiosos, o #Carnaval seria festa pagã de préstitos, que em latim significa currus navalhes, de onde vem carnavale, que gregos e romanos prestavam ao deuses Dionísio e Baco, respectivamente.

Essa festa pode ainda ser da Babilônia, de Saceias, com preso se vestindo como rei, sendo chicoteado e enforcado. De Roma, vem as Saturnálias e as Lupercálias, com comidas, bebidas e danças, também invertendo papeis sociais, com escravos se colocando como seus senhores.

Publicidade
Publicidade

Festa no Brasil tem influência europeia com máscaras, Rei Momo e Colombina

Essa festa chegou ao Brasil por volta do século XVII com influência europeia. Desfiles na França tinham máscaras e fantasias pelas ruas. Blocos #carnavalescos e cordões incorporaram Rei Momo, Pierrô e Colombina. Já a primeira Escola de Samba nasceu no dia 12 de agosto de 1928, no Rio de Janeiro, e se chamava "Deixa Falar". Com isso, Rio e São Paulo se organizam com Ligas de Escolas de Samba, iniciando os campeonatos.

Liga das Escolas de Samba organiza desfiles do grupo especial em São Paulo

Serão três dias de êxtase popular. Em São Paulo, muitos foliões já colocaram os blocos nas ruas. A festa está nos Salões de bailes, Escolas de Samba, Blocos Carnavalescos e Trios Elétricos. Como no início, ricos e pobres se irmanam numa só alegria.

Publicidade

A Liga das Escolas de Samba de São Paulo, juntamente com os presidentes de 22ª agremiações, organiza desfiles dos grupos Especial e de Acesso no Anhembi.

Religiosidade, protestos contra a corrupção e denúncias das desigualdades sociais estarão na avenida. Com isso, carnavalescos deverão exibir originalidade e beleza nas fantasias, alegorias e adereços. Por critérios dos carnavalescos, jurados estarão atentos em tudo que passar diante de suas cabines, atribuindo notas coerentes aos quesitos.

Pelo manual da Liga, serão julgados quesitos como: harmonia, samba enredo, bateria, alegoria, mestre-sala e porta-bandeira, comissão de frente e evolução. O manual afirma que a harmonia do desfile está no entrosamento do samba, cantado pelos #componentes da agremiação, com o ritmo da bateria. Entre os quesitos importantes, está o casal de mestre-sala e porta-bandeira, que desfila com sincronia nos movimentos, guardando e reverenciando o pavilhão da escola ou bloco carnavalesco com elegância no bailado.

Publicidade

A bateria é o coração da Escola de Samba. Combinando sons e instrumentos, seu ritmo emociona componentes e público da arquibancada. Já a comissão de frente é o cartão de visitas, saudando o público e apresentando a Escola.

Ordem dos desfiles do grupo Especial e de acesso da Liga das Escolas de Samba

Sexta-feira, 24/02: Tom Maior; Mocidade Alegre; Vila Maria; Acadêmicos do Tatuapé; Gaviões da Fiel Torcida; Tucuruvi; Águia de Ouro.

Sábado, 25/02: Mancha Verde, Peruche; Império de Casa Verde; Dragões da Real; Vai-Vai; Nenê de Vila Matilde; Rosas de Ouro.

Domingo, 26/02 (Acesso): Estrela do 3º Milênio; Leandro de Itaquera; Camisa Verde e Branco; Independente; X-9 Paulistana; Imperador do Ipiranga; Colorado do Brás e Pérola Negra.