A #ANCINE e o Observatório Brasileiro do #Cinema e do Audiovisual divulgaram, na semana passada, os dados sobre as produções cinematográficas nacionais em 2016. Ao todo, 143 filmes foram realizados no ano passado, sendo um recorde para o #Brasil.

Entre os projetos estão 97 ficções e 45 documentários. Somente uma animação fez parte dos projetos, ajudando a somar 30,4 milhões de ingressos vendidos, a melhor marca desde 1984. Longas-metragens como a maior bilheteria do ano passado, "Os Dez Mandamentos", produção da Rede Record que levou mais de 11 milhões de pessoas aos cinemas brasileiros, "Minha Mãe é uma Peça 2", com Paulo Gustavo, e "Carrossel 2 - O Sumiço de Maria Joaquina", continuação do sucesso de 2015 com o mesmo elenco infanto-juvenil da adaptação brasileiro da novela "Carrossel" do SBT, foram importantes para o crescimento do cinema nacional em 2016.

Publicidade
Publicidade

Novas salas

O crescimento de salas de cinema (80% delas se encontram nas cidades do interior) também foi mostrado como positivo pela ANCINE e Observatório do Cinema Brasileiro e Audiovisual. Assim como filmes dirigidos por mulheres (cresceu 20,3%) e os ingressos vendidos para filmes nacionais, que aumentaram de 13%, em 2015, para 16,5% em 2016. Porém, o lado ruim da pesquisa mostrou que 66% dos filmes nacionais não alcançaram 10 mil espectadores.

Analisando este lado preocupante da cinematografia do Brasil, a ANCINE lançará esse ano, em conjunto com a Sessão Vitrine Petrobrás,15 filmes de baixo orçamento. Com isso, irá garantir pelo menos duas semanas em cartaz em 20 cidades brasileiras, como Rio Branco, Maceió, Fortaleza, Brasília e Curitiba. Assim que saírem das salas, os filmes serão exibidos em plataformas digitais, como video on demand.

Publicidade

Entre os títulos que serão lançados estão o documentário "Martírio", de Vincent Carelli, o filme "Waiting for B", de Paulo Cesar Toledo, e "Paulistas", de Daniel Nolasco. Debates, geralmente com os realizadores dos projetos, também serão feitos nas salas do circuito.

O preço do ingresso da Sessão Vitrine Petrobrás será popular. O projeto começará as exibições dia 9 de fevereiro com a exibição de "A cidade onde envelheço", de Marília Rocha e premiado no Festival de Brasília.