O documentário inédito "#clausura", produzido por alunos do Centro de Audiovisual de São Bernardo do Campo (CAV), foi selecionado para participar da 3ª Mostra de Cinema Feminista realizada em Belo Horizonte - MG. O curta-metragem, dirigido por Mariana França e Gildo Antonio, será exibido no dia 8 de março, às 17 horas, no Sesc Palladium. A entrada é gratuita.

O filme retrata quatro artistas que vivem com transtornos mentais, tais como depressão, transtorno bipolar e esquizofrenia. A obra mostra como este grupo de criadores lida com "a doença, como ela se relaciona com as suas obras e como criam em meio às crises", informa a equipe realizadora do filme.

Publicidade
Publicidade

"O tema é inspirado na história de Mariana França, que além de diretora deste curta-metragem, também é atriz, produtora cultural e paciente diagnosticada com depressão desde 2014", revela a sinopse.

Além de Mariana França, são retratados no documentário os artistas Ivam Cabral, um dos fundadores do grupo teatral "Os Satyros", Tina Gomes (fotógrafa) e Márcia Abos (jornalista e bailarina).

Jornada de autoconhecimento

A diretora Mariana França, que também compartilha da doença dos entrevistados, vive, ao mesmo tempo em que realiza o documentário, uma jornada de autoconhecimento e de descoberta dos outros artistas. "Tocar nas feridas que a depressão causou e conhecer facetas tão distintas é uma oportunidade de achar respostas ou talvez ainda mais questionamentos", afirma sobre "Clausura".

O curta-metragem foi criado com o objetivo de lutar contra o preconceito e o estigma da doença mental.

Publicidade

"A proposta é possibilitar a quebra de estigmas. Aproximar o público do tema. Fazer com que o público compreenda que não existe glamour na doença mental. O potencial de cada artista vem de seu trabalho e não da doença", concluem os realizadores.

"Clausura" foi dirigido por Mariana França e Gildo Antonio, contando com assistência de direção de Rodrigo Campos. A produção é de Cecília Santana e Rodrigo Campos, com assistência de Carolin Yukari e Geraldo Arcanjo. Completam a equipe técnica e de criação do documentário Pedro Otávio, Carol Arbex, Jolene Tracci, Felipe Campanella, Alice Crepaldi, Pier Valencise e Mayara Paulelli.

Os endereços do Sesc Palladium são Rua Rio de Janeiro, 1046, e Av. Augusto de Lima, 420, Centro, Belo Horizonte. Mais informações pelo telefone (31) 3270-8100.

#mostradecinemafeminista #sescpalladium