Joe Quinones, desenhista da #Marvel, anunciou e divulgou hoje (1) a nova identidade da #Miss America. A adolescente latina America Chavez irá assumir a identidade da heroína na nova história da editora.

Para mostrar a personagem pela primeira vez ao público, Quinones apresentou uma capa inspirada no clipe "Formation", de Beyoncé, aparecendo com um visual parecido com o usado pela cantora no vídeo que exalta o movimento negro americano. O único item diferente é a parte de cima da roupa, que é a bandeira dos Estados Unidos ao invés do preto.

A responsável pelo roteiro da nova série em #Quadrinhos será Gabby Rivera, que mostrará a personagem defendendo a Terra de ameaças alienígenas, viajando por diversas dimensões.

Publicidade
Publicidade

Além disso, America irá manter o equilíbrio em sua vida social e frequentando a escola. Chavez só fará sua estreia nos quadrinhos em março, com a capa inspirada em Beyoncé sendo a segunda edição, em abril.

"A America é uma história em quadrinhos que trata da representação, do feminismo e da luta pelo que é certo. America Chavez é dura, fabulosa e não se desculpa ao longo do caminho. Eu não poderia pensar em um paralelo melhor do que Beyoncé", disse Quinones à imprensa estadunidense.

A nova Marvel

A nova Miss America é um esforço da Marvel em mostrar que está diversificando seus personagens. A heroína apareceu, pela primeira vez, em "Jovens Vingadores", em 2011. Chavez também esteve presente nos eventos de Guerras Secretas como membro da A-Force, grupo formado somente por mulheres. A personagem também presenciou a segunda edição da Guerra Civil (que mostrou o embate entre Capitã Marvel e Homem de Ferro).

Publicidade

Outros personagens da editora que ganharam destaque, principalmente em 2016, foram Riri Williams - que substituirá Homem de Ferro, e assumirá como Ironheart -, Amadeus Cho (adolescente de 19 anos que é o novo Hulk), Nadia Pym como a heroína Vespa, Danielle Cage (filha de Luke Cage e Jessica Jones nos quadrinhos) que herdou o manto de Capitão América e a Inumana Singularity, que é o próprio buraco-negro.