Em 2016, mais de 180 milhões de japoneses foram aos cinemas, 8% a mais que em 2015. Este número não era registrado há mais de quarenta anos, segundo a Associação de Produtores Cinematográficos do Japão. O sucesso da animação "Your Name" ("Kimi no na wa", título original) foi um dos responsáveis por essa conquista.

Os bons dados ainda resultaram em uma arrecadação histórica de mais de 2,07 bilhões de dólares nas produções locais. Outro número destacado pela associação é que seis dos dez filmes de maior bilheteria no país no ano passado foram de animação. O cinema local superou o cinema americano, sendo mais visto que "Star Wars: Episódio VII - O Despertar da Força", que arrecadou, em dólares, 102 milhões.

Publicidade
Publicidade

"Your Name", sobre a história de dois adolescentes que não se conhecem, mas que sonham um com a vida do outro, ainda não possui data de estreia no Brasil. Entretanto, estreará em abril no circuito americano e poderá aumentar o número de arrecadação mundial para a animação.

Cinema japonês no Oscar

O filme de animação "#A Viagem de Chihiro" ("Spirited Away", no título em inglês) ainda possui o título de filme mais visto no Japão. Ao todo, a animação do Studio Ghibli arrecadou mais de U$ 275 milhões no mundo. Ganhador do Oscar de Melhor Filme de Animação em 2003, a produção dirigida por Hayao Miyazaki conta a história do Chihiro e seus pais, que são obrigados a mudarem de cidade.

Este ainda é o único filme de animação do país a ganhar o grande prêmio do cinema na categoria. As outras animações foram "Howl's Moving Castle", "The Wind Rises", "The Tale of Princess Kaguya", "When Marnie Was There" e "La Tortue Rouge" (este último indicado neste ano), todas do Studio Ghibli.

Publicidade

Com o #Oscar criado em 1948, o país recebeu o prêmio honorário em 1952 "Rashômon", de Akira Kurosawa, em 1955 por "Jigokumon", de Teinosuke Kinugasa, e em 1956 por "Miyamoto Musashi", de Hiroshi Inagaki. Após a categoria de Melhor Filme Estrangeiro passar a premiar somente um filme, em 1957, o Japão ganhou apenas uma única vez, em 2009, com o filme "Okuribito", de Yôjirô Takita. #Cinema Japonês