Já tem algum tempo que os Estúdios Disney têm procurado inovar as fórmulas de seus filmes e desenhos animados.

Esqueça as histórias de princesas em apuros que esperam por seus príncipes encantados!

Em ''Frozen, Uma Aventura Congelante'', vemos, pela primeira vez na história das animações #Disney, um conto de princesa sem um príncipe encantado, onde o amor verdadeiro é o amor fraterno entre as irmãs Anna e Elsa, além de uma lição realista sobre os relacionamentos humanos, que ensinam que ninguém é perfeito.

Alguns fãs sugeriram que Elsa pudesse encontrar o seu amor numa sequência da animação, e que este amor, poderia ser - e por que não? - uma mulher.

Publicidade
Publicidade

A dubladora da personagem, a atriz Idina Menzel, se mostrou favorável a esta possibilidade. Para a atriz, esta era uma questão que a Disney deveria inserir em suas animações.

E parece que, afinal, a Disney concorda com essa afirmação e acaba de dar um poderoso passo na representatividade #LGBT, ao exibir, pela primeira vez, na última segunda-feira (27), uma cena de desenho animado contendo beijos entre dois meninos e também entre duas garotas.

A cena é parte do um episódio do desenho animado ''Star vs the Forces of Evil'' ("Star vs. As Forças do Mal", no Brasil), exibido pelo canal Disney XD. O personagem Marco está assistindo ao show de uma boyband, quando, vários casais começam a se beijar, entre eles, dois rapazes.

Veja abaixo o vídeo com a cena:

Também foi possível ver, durante essa cena, um beijo entre garotas:

Este é um momento especial para os Estúdios Disney e a comunidade LGBT.

Publicidade

Como um dos maiores estúdios de animações do mundo, a busca da Disney pela representatividade significa muito. É mais uma prova de que a nova geração de animações e filmes da Disney, já engajada em causas como o feminismo e o combate à discriminação racial, está se envolvendo cada vez mais com questões relacionadas à igualdade e ao combate aos velhos preconceitos.

Ao que parece, esse é um tema que a Disney pretende continuar inserindo em suas animações e filmes. Em ''Procurando Dory'', da Pixar, que pertence a Disney, é sugerido um suposto casal de mulheres com um filho em uma das cenas. Ao serem questionados sobre isso, o diretor Andrew Stanton e a produtora Lindsey Collins responderam de forma bem humorada e inteligente: “Não sabemos se elas são. Não perguntamos para elas, assim como não perguntamos para as pessoas sobre sua sexualidade.” #2017