Ao que parece, os estúdios #Disney virão com tudo em matéria de representatividade #LGBT este ano. Após exibir cenas de beijos entre personagens do mesmo sexo em episódio do desenho animado do canal Disney XD, ''Star Vs The Forces of Evil'' (''Star vs. As Forças do Mal'', no Brasil), nesta segunda feira (26), a empresa acaba de anunciar que o aguardado live-action ''#A Bela e a Fera'' contará com o primeiro personagem assumidamente gay dos estúdios.

O diretor do longa, Bill Condon, revelou que o personagem LeFou, interpretado pelo ator Josh Gad, demonstra grande admiração por Gaston, interpretado pelo ator Luke Evans. A princípio, LeFou deseja ser como Gaston, porém, em determinado momento do filme, o que LeFou quer mesmo é beijar o rapaz.

Publicidade
Publicidade

O diretor define LeFou como alguém que ''está confuso sobre o que quer'' e que ''está percebendo agora seus sentimentos'', e garante que este fato será bem explorado ao final do longa, num momento assumidamente homossexual nunca visto antes em um filme da Disney.

O diretor afirma que o estúdio quer passar a imagem de que isso - ser homossexual - é normal e natural, e que esta é uma mensagem que deverá ser ouvida por todo o mundo, inclusive em países onde ainda é considerado socialmente inaceitável ou ilegal ser homossexual.

O filme, que já é bastante aguardado, agora conta com mais este detalhe para torná-lo um marco na história do estúdios Disney.

''A Bela e a Fera'' estreia no dia 16 de março de 2017, e conta com Emma Watson, como Bela, e Dan Stevens como a Fera. No elenco também estão Ewan McGregor como Lumière, Ian McKellen como Horloge, Emma Thompsom como Madame Samovar e Stanley Tucci como Cadenza.

Publicidade

A história gira em torno da jovem Bela, uma moça independente apaixonada por livros que acaba aprisionada pela Fera no interior de seu castelo. Lá ela se torna amiga dos objetos encantados que vivem no lugar e começa a perceber que, apesar de sua aparência exterior assustadora, a Fera tem um coração manso e gentil, e acaba por libertar o príncipe que há em seu interior.