Na última quinta-feira (2), o terceiro filme do #Wolverine, Logan, estreou nos cinemas brasileiros depois de anos fora das telas, efetivando o último filme de Hugh Jackman como o herói, após 17 anos dando vida ao personagem.

A história se passa no ano de 2029, onde os mutantes praticamente desapareceram. #logan, agora mais velho e cansado, trabalha como chofer e cuida de Charles Xavier, o Professor X, que está debilitado e envelhecido.

Apesar de cansado, ele não passa muito tempo de molho e logo é procurado por Gabriela, uma mexicana que procura pela ajuda do ex-X-Men, e, se vendo perseguido por um mercenário que persegue a garota, logo as garras são colocadas para fora novamente e ele tem que colocar o lado herói em ativa de novo.

Publicidade
Publicidade

Em uma coletiva de imprensa ocorrida em São Paulo no último mês, Hugh Jackman falou sobre o que esperava a respeito do lançamento do filme nas telonas. O ator garantiu que o filme tratava-se da história definitiva sobre o personagem e, por isso, ele queria poder olhar para trás e sentir orgulho do que fez. Jackman adicionou que não sentirá falta do personagem pois, segundo ele, Wolverine cresceu com ele e estará sempre com ele.

Sobre a violência presente no longa, Jackman diz ser intencional. “É violento de propósito. Não dá para entender Logan sem entender que este é um homem que foi criado para ser uma arma a vida toda”, diz.

Números da estreia

O longa metragem custou $ 97 milhões para ser produzido e, embora seja um filme violento, proibido para menores de idade, estima-se alto lucro em cima dessa produção.

Publicidade

De acordo com o site Variety, a estreia de Logan nas telonas arrecadou $ 33 milhões e espera-se um total de $ 80 milhões em todo o mundo, se tornando a melhor bilheteria de 2017 até agora, desbancando LEGO Batman: O filme, que arrecadou $ 53 milhões na sua estreia.

O filme também conta com o louvor da crítica, contando com 93% no Rotten Tomatoes, diferente dos filmes anteriores da saga do herói das garras de adamantium, que não alcançaram um número tão alto. #Cinema