Era uma vez um ser ígneo, filho do relâmpago e de uma pilha de galhos secos, que vivia no Caos. Então esse ser é atraído para fora do Caos. A ele são pedidos favores em troca da promessa de ser transformado em um deus. Ele aceita - gostou da ideia de ser também um deus. Loki passa a morar em Asgard, o reino dos deuses, e a servi-los. Lá, conhece o preconceito e atitudes nada nobres dos moradores.

"O Evangelho de Loki" é a mitologia nórdica contada por outro ângulo. A autora empresta voz ao personagem mais controverso do panteão que, das peripécias narradas nas Edas tradicionais, oferece a sua versão dos fatos. Divertido para quem conhece, instrutivo para quem não conhece mas tem interesse, O Evangelho de Loki é uma versão heterodoxa de conhecidas aventuras.

Publicidade
Publicidade

Tudo começa com o momento em que Loki foi logrado por Odin e aceitou morar em Asgard, e termina com a queda dos deuses. E pode-se ou não acreditar no narrador. Mas, com ou sem esse evangelho diabólico, fica o fato de que todo herói precisa de um vilão e esse sempre foi o papel desempenhado por Loki. No final do livro, os leitores encontram a Profecia do Oráculo feita por Mimir - a versão oficial.

Sobre a autora

Joanne Harris é autora best seller na Inglaterra. Ela estudou Letras modernas e medievais na Universidade de Cambridge, e lecionou durante 15 anos. Alcançou a fama mundial quando seu romance "Chocolate" foi adaptado para o cinema em 1999. O filme teve Juliette Binoche e Johnny Depp como protagonistas e ganhou uma indicação ao Oscar.

"O Evangelho de Loki" não foi a primeira incursão de Harris na mitologia nórdica.

Publicidade

A autora escreveu "Runas: A Magia Sempre Sobrevive" e "Luz das Runas", espécie de mini-saga protagonizada pela jovem Maddy. Eclética, Harris escreveu a continuação de "Chocolate", dois romances góticos, duas coletâneas de contos, #Livros de culinária e diversos dramas, alguns passados na França. Nem tudo foi lançado no Brasil. Alguns temas recorrentes da autora são questões de identidade, relação entre mãe e filhos, fé e superstição, a magia e o horror do cotidiano. Ela também procura combater o machismo na #Literatura.

O Evangelho de Loki. Joanne M. Harris. Trad. Ananda Alves. Editora Bertrand Brasil. 336 págs. RS 44,90. #Entretenimento