O trio de Oslo (Noruega) formado atualmente por Nag (Jan-Erik Romøren) (vocal e baixo), Draugluin (Halvor Storrøsten) (vocal e guitarra) e Anti-Christian (Christian Svendsen) (batera) fazem turnê pela primeira vez, em 24 anos, pela América do Sul para divulgarem o seu último álbum de estúdio, “#Antiliv”, lançado em 2015.

Antes de desembarcarem pela primeira vez em território brasileiro, os noruegueses do Tsjuder ainda passarão por seis cidades da América Latina, México (15/3), Guatemala (16/3), El Salvador (17/3), Bogotá (19/3), Santiago (21/3) e Buenos Aires (22/3). Segundo a produtora brasileira Cronos Entertainment, a banda irá se apresentar em duas cidades brasileiras: São Paulo (24/3) e Recife (25/3).

Publicidade
Publicidade

Ao lado do Tsjuder, está confirmada duas bandas de abertura na capital paulista, Pátria (RS), black metal com nove anos de estrada, que este mês lança oficialmente o seu sexto álbum, intitulado “Magna Adversia”; e o trio de death/black Justabeli, de Diadema (SP), que divulga o seu último full-length, lançado em 2015 - “Cause the War Never Ends...”. Já em Recife, apenas os gaúchos se juntam ao metal satânico produzido pelos nordestinos do Vermgod e Pagan Spirits.

Os ingressos para os shows nas capitais brasileiras podem ser adquiridos via site Clube do Ingresso desde o começo de janeiro. Em São Paulo, nos pontos físicos autorizados da Galeria do Rock (lojas Mutilation Records e Hunter Records) desde o final de fevereiro; e em Recife, no Disco de Ouro.

A apresentação no Rio de Janeiro prevista para o dia 26/3 (domingo), que fecharia a tour dos noruegueses por aqui, foi cancelada. O motivo não foi divulgado pela Ultimate Music, assessoria de imprensa responsável pelo evento.

Antiliv: brutal e intransigente

Nascido em 1993, o Tsjuder (“shoo-der”, pronúncia correta e cuja origem vem de uma tribo do Norte da Noruega há mil anos) possui cinco álbuns de estúdio, além de uma coleção de demos, compilações, um EP e um live álbum.

Publicidade

O seu último lançamento em estúdio – "Antiliv" – foi bem recebido pela crítica especializada em geral.

É certamente um trabalho que, apesar de apostar no tradicional, consegue agradar perfeitamente aos fãs já familiarizados com o estilo. Com uma bela dose de thrash infundido ao som áspero típico do gênero, sem tantas surpresas, os veteranos não se descuidaram em produzir faixas cativantes ao longo do álbum, que devem se encaixar perfeitamente em apresentações ao vivo.

A atmosfera clássica do black metal norueguês permanece, apesar das muitas mudanças na formação original desde o seu nascimento. Nag e Drauglin, integrantes que sempre permaneceram na banda, além de principais compositores, foram os que moldaram o som característico do Tsjuder. Segundo Nag, as influências partem basicamente dos sons de Marduk, Sodom e do cru death metal.

80 minutos em São Paulo

Recentemente, a produtora Cronos Entertainment atualizou que a atração principal da noite será de 80 minutos, 10 minutos a mais que divulgado anteriormente pela banda.

Publicidade

Na sexta-feira (17), o trio executou um setlist bem variado ao público mexicano, trazendo como de costume faixas comumente executadas ao vivo como "Mouth of Madness", "Ghoul" e "Sacrifice", cover da banda Bathory. O repertório também contou com "Kaos", "Demonic Supremacy" e a faixa homônima de "Antiliv", as quais se encarregam de divulgar o quinto trabalho dos anticristãos.

Assista ao vídeo de divulgação da turnê:

Serviço São Paulo

Bandas convidadas: Patria (RS) e Justabeli (SP)

Local: Clash Club

Endereço: Rua Barra Funda, 969 (próximo ao Metrô Palmeiras-Barra Funda)

Hora: 18h (open doors) | Justabeli: 19h | Patria: 20h | Tsjuder: 21h

Censura: 14 anos

Duração: Aproximadamente 180 minutos

Estacionamento: nas imediações (sem convênio)

Ingressos:

2°Lote:

R$ 85 - Pista (Meia Entrada)

R$ 95 - Pista (Promocional)

R$ 150 - Mezzanino

R$ 150 - Pista Inteira

3°Lote:

R$ 100 - Pista (Meia Entrada)

R$ 110 - Pista (Promocional)

R$ 170 - Mezzanino

R$ 200 - Pista Inteira

Na hora:

R$ 130 a R$ 150

Vendas Online: Clube do Ingresso (haverá cobrança de taxas) #show