Nos Estados Unidos, a briga entre o desenho ‘Poderoso Chefinho’ e o #Filme ‘A Bela e a Fera’ está dando o que falar. Só nos cinemas, a animação do bebê que usa terno e gravata, já arrecadou US$ 49 milhões. Desse modo, liderou o ranking e superou o filme de sucesso bombástico da Disney, que conseguiu faturar US$ 48 milhões, acrescentados aos US$ 395,5 milhões que já havia arrecadado depois de três semanas de estreia.

Embora o Poderoso Chefinho tenha liderado o ranking do momento, a animação não foi bem recebida pelos críticos.

No desenho, a história gira em torno de um tipo de uma disputa entre crianças. O bebê, protagonista da trama, é dublado por Alec Baldwin que trabalha ao lado dos colegas: Tobey Maguire, Steve Buscemi, Lisa Kudrow e Jimmy Kimmel, que também fazem as vozes de outros personagens.

Publicidade
Publicidade

Para a criadora da animação, a DreamWorks Animation, o trabalho custou US$ 100 milhões para ser concluído e a previsão que eles tinham em relação a estreia, era o de faturar pelo menos US$ 30 milhões. Segundo o chefe de distribuição dos estúdios Fox, Chris Aronson, a animação está tendo muito sucesso por que tem um tipo de conceito ótimo, além disso, foi uma ideia genial colocar Alec - que tem uma voz tão conhecida - como o dublador do bebê.

Mesmo elogiando o sucesso do Poderoso Chefinho, Aronson afirmou ter ficado surpreso pela trama ter recebido críticas, ele afirmou ter ficado chocado ao saber como os críticos podem não ter gostado do desenho enquanto o público o aprovou.

“Você se pergunta por que o público gostou tanto e a crítica não”, disse Aronson em entrevista e ainda lembrou que o outro lançamento da Fox, que foi o filme ‘A Vigilante do amanhã: Ghost in the shell’, foi um fiasco e não chegou a lucrar nem US$ 19 milhões.

Publicidade

‘A vigilante do Amanhã’, é um filme inspirado em uma história de mangá (animação japonesa), que conta sobre a vida de uma guerreira que foi aprimorada através da tecnologia cibernética. A protagonista é interpretada pela atriz Scarlett Johansson, mas o filme não foi muito bem aceito e só arrecadou US$ 40,1 milhões em 50 territórios estrangeiros. E agora para sair do vermelho, a história da guerreira terá que contar com o apoio das plateias de outros países. #Lançamentos #PoderosoChefinho