Ser ou não ser? Eis a questão. Famosa frase extraída da peça Hamlet, é uma pergunta bastante instigante. Será que William Shakespeare imaginou que sua obra seria lembrada depois de 400 anos?

Nascido em Stratford-upon-Avon em 1954, vindo de uma família humilde e modesta, mudou-se para Londres na juventude para tentar sua vida como ator e escritor teatral. A capital inglesa foi cenário para suas histórias mais conhecidas - entre clássicos como ''Romeu e Julieta'', ''Otelo'', ''Macbeth'', ''Rei Lear'', ''Hamlet'', ''Sonhos de Uma Noite de Verão'' e ''A Megera Domada''. Até hoje, as documentações sobre suas obras são uma incógnita, não se sabe ao certo se ele realmente era nobre ou homossexual.

Publicidade
Publicidade

Como também a dúvida sobre sua assinatura escrita em 37 peças publicadas ao longo de sua vida.

Alguns estudiosos desconfiam que sua autoria sustenta o fato de que seria pouco provável que um homem como ele sem educação pura - e que não tinha saído da Inglaterra - pudesse demonstrar intenso conhecimento sobre temas como direito, política e história. Ainda há quem duvide do vasto vocabulário de Shakespeare, considerado de difícil compreensão para um alguém tão comum - estima-se que foi usado mais de 29 mil palavras diferentes, atingindo uma numeração cinco vezes mais do que encontrado na bíblia sagrada.

Os 400 anos da obra de Shakespeare, prova o quão viva está na dramaturgia. Influenciando as antigas e novas gerações, sendo referências na literatura mundial. A obra de Shakespeare é atemporal porque engloba temas profundos que expressam a natureza humana.

Publicidade

Ele é o autor mais traduzido no mundo, sua obra é lida em mais de cem idiomas. Nesses últimos dez anos, a peça ''Romeu e Julieta'' foi montada em, pelo menos, 24 países.

Analisando a obra do dramaturgo, é fácil compreender o motivo de tantos assuntos relacionados como: ciúmes, sexo, família, moral, amor e morte estão entre os principais temas abordados. Seu legado foi a grande revolução em dar vida aos desejos do homem moderno que surgia durante o reinado da rainha Elizabeth I, quando a #Literatura, poesia passou a ser destaque no mundo.

O diplomata britânico Wasim Mir. destaca em seus estudos sobre a obra de Shakespeare o seguinte: ''Ele criou a noção que temos do que é o ser humano. Sua obra torna acessível a qualquer um a sabedoria que só um filósofo pode possuir, mas que o cidadão comum não pode alcançar por meios convencionais. É uma filosofia imediata, que se dá nos dramas, na mistura de tragédia e comédia. Shakespeare escreve tudo da forma mais natural, é o supremo artífice da sabedoria''.

Publicidade

O termo dito elisabetano é referente ao conjunto de obras escritas e interpretadas durante o reinado da rainha Elizabeth I (1558-1603), bem como o apelo popular em torno de suas peças teatrais. Muitos não sabem, mas andam com Shakespeare na boca, recitando suas frases no dia a dia. Entre as mais conhecidas:

''Se ou não ser? Eis a Questão.'', ''O amor é cego.'', ''Nem tudo que reluz é ouro.'', ''Mais pra lá do que pra cá.'', ''Dias melhores virão.'', e a minha preferida ''Há mais coisa entre o céu e a terra do que sonha a nossa vã filosofia.'' #ObradeShakespeare