Há uns oito anos atrás ela surgiu com um pop grudento e pegajoso. Seu primeiro álbum The Fame (2008) duramente críticado por críticos especializados. Mas ela soube compreender tudo aquilo que o seu público devolvia, em carisma e muito talento.

Lady Gaga é uma das maiores revelações da música internacional nos últimos anos. Como todo artista, já teve vitórias e derrotas. Mas poucos aprendem com as pedras que lhe são atiradas ao longo da vida.

Stefani Germanotta é uma excelente compositora e intérprete. Provou que pode cantar divinamente Jazz e Rock 'n' roll, e na maior parte o seu dance-pop que a consagrou. Mulher de mil faces, personalidade forte e filha adorada, está a cada dia mostrando ao público para o que veio.

Publicidade
Publicidade

Conhecida por revelações e comentários polêmicos, figurinos inusitados e uma jogada de marketing poderoso como a Rainha do pop, Madonna. Lady Gaga é a prova de que tudo o que dizem ser ruim, pode melhorar e tornar-se algo fantástico. Seu último álbum Joanne (2016) é um exemplo dessa transformação.

O fato de grandes estrelas da #Cultura pop serem referência hoje, não quer dizer que tiveram um caminho fácil na carreira. A própria Madonna foi extremamente críticada várias vezes, Michael Jackson nem se fala. Um dos grandes exemplos é também a genial Amy Winehouse (1983-2011), muito mais vítima de seu vício quanto do sucesso.

Lady Gaga ainda tem um longo caminho para seguir e impressionar a todos. A mesma disse em uma entrevista alguns anos atrás, em que projetou uma carreira de 25 anos de muito trabalho pela frente.

Publicidade

Considerando seu ídolo David Bowie (1947-2016), que manteve esse mesmo ritmo de trabalho e depois decidiu dar um tempo na carreira.

Críticada por sua ousadia imposta nos seus espetáculos, letras que tocam nas feridas dos relacionamentos e convívios humanos. Constantemente comparada a outros artistas que vieram muito antes de ela nascer como: Cher, Boy George, Grace Jones, Cyndi Lauper e Madonna. Mas amanhã será a vez de outros a terem como inspiração, como está acontecendo com as iniciantes Ariana Grande e Selena Gomez.

Lady Gaga captou ao longe o sentimento e o conflito de cada um. Imprimiu em suas músicas como forma de resposta ou protesto. Um dia a garota de Nova Iorque, que esperava na porta da MTV seus ídolos sairem, ou então visitava o Museu de Arte Moderna para apreciar as obras de Van Gogh e Pablo Picasso. Hoje sobe os degraus para ser lembrada futuramente como um ícone do século XXI.

E aí você deixa ela dominar seu mundo?