Após anunciar, na semana passada, que não iria exibir "The Meyerroviz Stories" e "Okja" nas salas de cinema e festivais mundiais, a plataforma americana Netflix foi responsável por críticas e por mudar as regas de inscrição de filmes para concorrer ao Palma de Ouro no Festival de Cannes.

Segundo a organização do festival, a partir da edição de 2018, todos os longas-metragens que quiserem concorrer ao principal prêmio do evento serão obrigados a circular nos cinemas comerciais, para que não fique limitado somente àqueles que assinam a plataforma. "De agora em diante, qualquer filme que desejar competir em Cannes deverá primeiro se comprometer a distribuí-lo nos cinemas franceses", disse, em comunicado, a organização de um dos principais festivais de cinema do mundo.

Publicidade
Publicidade

Almodóvar critica decisão da Netflix

Cineasta espanhol e presidente do júri da 70ª edição de Cannes, Pedro Almodóvar criticou a decisão da Netflix de não exibir seus filmes em salas de cinema. O diretor de "Volver" afirmou que não há sentindo em vencer o Palma de Ouro se o longa-metragem só será visto por aqueles que possuem assinatura na plataforma de streaming. A declaração ocorreu ontem (17), durante o primeiro dia do Festival.

Ainda segundo Almodóvar, empresas que possuem este tipo de serviço precisam aceitar as regras e respeitar as diferentes formas de exibição. Já a Netflix acredita que as normas do Festival e de exibição nos cinemas europeus - em que é necessário esperar 36 meses para que passem em vídeo - dificulta a premissa da empresa de entrega conteúdo exclusivo mais rapidamente.

Publicidade

O ator Will Smith, que participa do júri, defendeu a empresa e um possível equilíbrio entre as duas mídias. Para ele, a Netflix não possui o impacto tão grande que o festival está afirmando. Citando os próprios filhos como exemplo, Smith disse que os assinantes descobrem na plataforma de streaming filmes que não conheceriam de outras maneiras e que, dessa forma é despertada a atenção para uma nova maneira de ver o cinema. O ator ainda afirmou que são apenas duas formas diferentes de assistir a longas-metragens.

Filmes concorrentes

A Netflix está com dois longas-metragens concorrendo ao prêmio máximo do festival. "Okja", de Bong Joon-ho, que conta com Jake Gyllenhall no elenco, e "The Meyerowitz Stories", dirigido por Noah Baumbach e estrelado pela dupla Adam Sandler e Bem Stiller. Esta é a primeira vez que a plataforma de streaming concorre ao Palma de Ouro. #Festival de Cannes #FestivalCannes