Os antigos “long play, as “bolachas de vinil”, ainda são itens de muitos colecionadores. A tecnologia proporcionou que as músicas fossem transformadas em arquivo Mp3, de som digital e ocupando menos espaço, bastando ter um simples pen drive, que cabe no bolso.

Mas as capas dos Lps, que hoje em dia são reeditados em algumas promoções, eram fascinantes pelo tamanho e pelas imagens bem definidas. As capas dos discos dos Beatles são objetos de coleção de fãs, que ainda fazem questão de guardá-las, mesmo depois do advento do cd, que são um LP em miniatura, pelo formato.

E muitas histórias estão por trás delas. Vamos a elas:

Please Please Me (1963)

Ringo Star ainda não tinha um ano nos Beatles quando fizeram esse disco.

Publicidade
Publicidade

Os quatro estavam sorridentes e parecendo confiantes no sucesso que se avizinhava. Angus McBean, fotógrafo galês, é o autor da foto. Apesar de ter sido no estilo "vamos lá tirar uma foto para a capa do disco", os rapazes estão bem descontraídos. Em 1969, com o visual bem diferente de 1963, os Beatles pediram a McBean para tirar uma foto semelhante no mesmo lugar, o prédio da sede EMI, em Londres. Serviria para o álbum "Let It Be", mas acabou saindo na coletânea de 1967-1970.

With The Beatles (1963)

Robert Freeman é o autor da criativa arte fotográfica na qual os Beatles estão sérios, e iluminados por uma meia-luz. Preferiu colocar Ringo abaixo de John, Paul e George, aparentemente por questão de espaço, mas também por ficar semelhante à distribuição que tinham no palco. O local da foto é o Palace Court Hotel, na cidade de Bournemouth,

A Hard Day's Night (1964)

Trilha sonora do filme homônimo.

Publicidade

Robert Freeman foi contratado novamente, e pelo visto, gostaram do seu trabalho. A intenção da disposição das fotos na capa foi reproduzir um filme, já que era uma "soundtrack". Na contracapa há uma foto individual de cada beatle, com o texto de seu assessor de imprensa Tony Barrow;".

Beatles For Sale (1964)

Parece que Robert Freeman caíra definitivamente no gosto dos rapazes, pois fora chamado de novo. Foi tirada no Hyde Park de Londres, e fazia muito frio, por isso os rapazes estão bem agasalhados. Aparentam seriedade e cansaço, provavelmente pela imensa carga de trabalho na época. Dentro há outras fotos, uma delas enorme dos Beatles, tocando num palco, essa com semblantes mais felizes.

Help! (1965)

A segunda trilha sonora. Com os trajes de esqui que os rapazes usaram nas tomadas na Áustria para o filme, Freeman idealizou os Beatles posicionando os braços significando a palavra Help. Foi tirada no Twickenham Studios, onde estavam filmando cenas para Help!. Uma curiosidade é que a Shell mandou fazer uma capa personalizada com o logo da empresa atrás da foto dos Beatles, para presentear seus funcionários na época.Um item raríssimo!

Rubber Soul (1965)

O jardim da casa de John Lennon em Weydbridge serviu como cenário dessa foto.

Publicidade

Robert Freeman pediu que eles vestissem casacos escuros para fazer um contraste artístico com o verde do arbusto que fica como pano de fundo. Em Rubber Soul há a primeira "pista" de um maldoso boato que correu durante a carreira dos Beatles, divulgando a possível morte de Paul: os Beatles estariam olhando de cima para baixo para uma tumba, inclusive o próprio morto! Na contracapa, várias fotos individuais, numa delas George Harrison está vestido de cowboy.

Como o próximo álbum é Revolver, de 1966, que foi um divisor de águas na carreira dos rapazes, vamos concluir essa primeira parte com Rubber Soul e aguardar a próxima. Até lá! #álbum dos Beatles #capas de discos #Lps