O Prêmio Jabuti anunciou, nesta semana, que este ano serão incluídas duas novas categorias. Um dos principais premiações da #Literatura brasileira irá premiar História em Quadrinhos e Livro Brasileiro Publicado no Exterior. Agora, o prêmio entregue pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) terá 29 categorias.

Até 2016, as HQs eram incluídas na categoria Adaptação - que continuará a existir. Segundo o novo regulamento, poderá concorrer nessa nova categoria os livros que forem compostos por histórias (originais ou adaptadas) contadas através de desenhos sequenciais, que sejam definidas pela união das cores, da mensagem e das imagens apresentadas.

Publicidade
Publicidade

Em Livro Brasileiro Publicado no Exterior poderão concorrer livros de autores brasileiros, natos ou naturalizados, publicados no exterior em primeira edição, seja ele de algum gênero, ficção ou não ficção, entre 1º de janeiro de 2016 até 31 de dezembro do mesmo ano.

O 59º Prêmio Jabuti estará com as inscrições abertas a partir de 18 de maio, com a data de cerimônia de entrega ainda sem definição.

Histórico

Lançado pela primeira vez em 1959, o Prêmio Jabuti foi idealizado pelo escritor, crítico literário, editor e biógrafo Edgard Cavalheiro enquanto era o presidente da Câmara Brasileira do Livro.

Ao longo dos anos, aprimorou e hoje contempla romances, ilustrações, projetos gráficos, livros didáticos, de direito, arquitetura e urbanismo, reportagem, comunicação e de tradução.

O autor a receber mais vezes o Jabuti foi Dalton Trevisan ("O Vampiro de Curitiba"), sendo premiado quatro vezes na categoria de Contos (em 1960, 1965, 1995 e 2011).

Publicidade

Em 2016, entre os ganhadores estão Julián Fuks pelo livro de ficção "A Resistência", que também levou o prêmio de melhor romance; Nei Lopes e Luiz Antônio Simas e Eduardo Jardim na categoria de Não-Ficção; a melhor capa foi de Alceu Chiesorin, por "O Gigante Enterrado"; em Ilustração ganhou Vânia Mignone; na categoria de ilustração de livro infantil e juvenil, a ganhadora foi Anabella López, com o livro "A Força da Palmeira"; Carlos Sandano na categoria de Comunicação; nas categorias de Tradução e Tradução de Obra Literária Inglês-Português foram Lawrence Flores Pereira ("Hamlet") e Rodrigo Lacerda ("Hamlet ou Amleto"); a autora Daniela Arbex levou um Jabuti por "Cova 312", na categoria de reportagem; "Amora", de Natália Borges Polesso, ganhou na categoria de Contos e Crônicas"; e, em Livro Infantil e Livro Juvenil ganharam Roger Mello por "Inês" e Judith Nogueira por "O Labatruz e Outras Desventuras". #PrêmioJabuti