Há exatamente 20 anos, no dia 19 de julho de 1997 a revista de quadrinhos japonesa Weekly Shonen Jump publicava o primeiro capítulo daquele que viria a ser o maior mangá de todos os tempos, #One Piece. O capítulo romance dawn é considerado como capítulo 0 da história.

A história foi idealizada pelo mangaká novato #Eiichiro Oda, que tinha 22 anos. One Piece conta a história do jovem Monkey D. Luffy, que se torna um pirata e tem o audacioso sonho de ser o maior pirata de todos, o rei dos piratas e conquistar o maior de todos os tesouros, o one piece.

O mangá já vendeu mais de 417 milhões de volume por todo o mundo, enquanto o segundo colocado vendeu 176 milhões a menos.

Publicidade
Publicidade

Além de mangás, One Piece inspirou filmes, jogos e outros diversos produtos que levam o nome da marca. Mas o que levou a obra ao topo do mundo, deixando para trás clássicos como Dragon Ball?

1 - A singularidade de cada personagem

Uma das partes mais marcantes da obra são os próprios personagens, cada qual tem suas próprias ambições, cada personagem tem um passado que explica muito das suas ações no presente. Essas características dos personagens são atribuídas tanto aos heróis quantos aos vilões da série. E o Oda não se esquece de ceder para cada personagem um momento para brilhar em determinado ponto da história.

2 - A consistência de um grande mundo

Durante esses 20 anos, o mundo de One Piece cresceu bastante, seja explorando o passado ou criando possíveis futuros ou ainda se expandindo no presente.

Publicidade

O mangá apresenta aos fãs diversas ilhas e países, onde cada qual sempre surpreende os fãs com grandes histórias, segredos e conspirações.

Cada uma das ilhas da história tem uma história e característica única, assim como sua população. A criatividade de Oda leva de um país debaixo do mar, habitado por homens-peixes até uma ilha nas costas de um elefante gigante habitada por animais humanoides, os queridos minks. Mesmo tendo apresentado tantas coisas aos fãs, One Piece nunca perdeu a linha central da história.

3 - Grandes vilões e grandes batalhas

One Piece sempre apresenta grandes vilões aos fãs, alguns extremamente sérios e outros que chegam até ser engraçados. Uma das grandes riquezas de One Piece está na forma como os vilões são apresentados aos fãs, Oda não deixa brechas na história dos personagens, sempre se atenta em contar minuciosamente o passado de cada vilão, esse é um dos toques característicos do mangaká.

One Piece muitas vezes apresenta vilões em vários capítulos antes do momento que eles realmente irão lutar, deixando os fãs ansiosos pela próxima aparição do personagem.

Publicidade

Foi assim com Doflamingo, que apareceu nas sagas Skypiea e Marineford, mas só teve seu momento no arco Dressrosa.

Esse também é o caso do yonkou Kaidou, que apareceu há alguns capítulos, mas só irá ser o antagonista de uma batalha em um futuro próximo.

4 - O bom humor

Uma das características mais marcantes da história é o teor cômico dos personagens. Quem nunca deu uma risada com as piadas do Luffy ou com as situações mais inusitadas que os personagens se metem realmente não tem senso de humor.

A forma como Oda quebra uma cena de pura tensão com uma pitada de comédia é única, algo que lembra muito os capítulos iniciais de Naruto e outras obras, mas que, diferente da obra de Oda, perderam essa essência com o decorrer da história. #Manga