Uma das melodias mais ouvidas deste ano ganhou um clipe oficial neste último dia 3 de julho, e em pouquíssimo tempo já alcançou mais de 34.696 visualizações em menos de 20 horas de postado. Um verdadeiro viral no seu canal do #youtube, a moça que criou uma das mais belas melodias rica em letra e arranjo recebeu comentários elogiando o vídeo. Uma usuária de uma rede social disse: "Essa #Música me fez mudar da arrogância para a felicidade, obrigado Ana, me tornei uma pessoa melhor". Outro rapaz ainda comentou: "Demorou, mas saiu; essa obra-prima merecia".

Acompanhando a mesma "vibe" da composição feita por Ana Vilela. "Trem bala" reflete as belezas que o dinheiro não é capaz de comprar.

Publicidade
Publicidade

A obra-prima se tornou um verdadeiro hino, e já foi cantada por vários outros artistas como Luan Santana e Gisele Bündchen.

Os dedilhados e o tom suave da canção são ouvidos até internacionalmente, perdendo apenas em downloads no iTunes para o hit "Despacito", de Luis Fonsi e participação mais que especial de Daddy Yankee, que hoje é um fenômeno mundial e já possui hoje no YouTube 2.332.578.422 visualizações.

O sucesso repentino

Ana contou que o som foi gravado sem pretensão de se ter grande sucesso, ela apenas queria esquecer de um "chifre nervoso" que teria levado. Palavras da cantora que hoje tem sua letra como trilha sonora da nova temporada de "Malhação", da emissora Rede Globo.

Recentemente, o Padre Fábio de Melo também gravou a música. A compositora disse que de todas existentes até agora, a do padre, é a sua versão preferida.

Publicidade

A mesma também diz ser fã do clérigo, que e já teria até trocado mensagens com ele.

A canção chegou às rádios de todo o Brasil como porte de grande gravadora em abril, e repercutiu ainda mais depois da versão que fez com Luan Santana.

Disputada por agências de publicidade, a cantiga também foi tema de Natal em um shopping, além de ter ganhado uma letra especial com tema do Dia das Mães em um comercial de banco.

Ganhou ainda versão em dois remixes para as pistas de danceterias, embora ela confesse, com jeito de interiorana: “Sou muito caseira, não frequento muito”. Jovem e com muitos fãs espalhados por todo o país, a cantora afirma que ainda virá muita coisa boa por aí.

As imagens foram gravadas no Rio de Janeiro, e contou com a participação de pessoas de todas as idades. No cenário, as pessoas encenavam coisas simples como dançar, sentir o vento, sorrir, abraçar uma árvore e comer pipoca.

Confira o videoclipe:

#Trembala