Parece que o americano Josh Malerman tem mesmo talento. Em seu primeiro livro, nomeado "A Caixa de pássaros: Não abra os olhos", já fez sucesso e é considerado best-seller, surpreendendo com o número de vendas. Só no Brasil, o romance vendeu 120 mil exemplares.

Em uma entrevista divulgada no site da editora Intrínseca, o autor diz que desde criança tinha a ideia de escrever um livro. Adorava ler, e quanto mais lia, mais vontade de escrever ele tinha. Tem uma caixa inteirinha de textos que já escreveu, mas poucos deles renderam realmente algum livro. Revelou também que sempre amou livro de terror, por isso dedica sua carreira com escritas desse tipo.

Publicidade
Publicidade

Com o sucesso, a editora Intrínseca (que lançou o livro) comprou dois novos títulos do autor: Black Mad Wheel e A House at the Bottom of a Lake, ainda sem títulos em português.

A narrativa do livro

"Caixa de pássaros" é um livro do tipo thriller psicológico agoniante e tenso, que explora a essência do medo, uma trama totalmente diferente e que foge dos padrões. Josh elabora desde um enredo original até os pequenos detalhes, que se completam perfeitamente no decorrer do livro, de forma a dar uma visão ampla e completa da história.

Conta a história de um surto, pessoas de todo o mundo se atacando, deixando poucos sobreviventes. Ninguém sabia o motivo daquela onda de mortes e o caos se instalou. Trabalha com duas vertentes: a primeira acompanha os dias atuais da protagonista e sua busca por abrigo com o filho em um mundo pós- apocalíptico.

Publicidade

A segunda narra sua vida normal até os acontecimentos atuais.

Lembrando um pouco as obras de Stephen King, a história nos remete ao medo de infância, monstros que se escondiam no escuro, e que mesmo não enxergando, são capazes de nos manter paralisados. As descrições das cenas são capazes de fazer o leitor paralisar, assim como os personagens. Dá o sentimento de apreensão e curiosidade de saber o que está por vir nas próximas páginas.

Como na leitura, o #Filme propõe causar diferentes sensações, como todas as descritas, no telespectador.

O filme

A Netflix, plataforma mais popular da atualidade para assistir filmes e séries, e que também é produtora, comprou os direitos autorais e vai poder transformar o livro em filme. Com Sandra Bullock confirmada no elenco, o filme terá roteiro adaptado por Eric Heisserer e direção da cineasta dinamarquesa Susanne Bier.

As gravações estão previstas para começar em setembro, na cidade de Los Angeles. #Netflix #2017