No dia #11 de setembro de 2001, o mundo assistiu estarrecido aos atendados ao Word Trade Center [VIDEO] em Nova York, que vitimaram milhares de vidas. Entre as vítimas da tragédia estava a atriz, modelo e fotógrafa Berry Berenson, que era uma das 81 passageiras do primeiro avião a se chocar contra a torre norte do edifício.

Berinthia Berenson nasceu em 14 de abril de 1948, em Nova York. Filha da socialite Gogo Schiaparelli e de um diplomata americano, também era neta da estilista francesa Elsa Schiaparelli. Assim como a irmã mais velha, Marisa Berenson, começou a trabalhar como modelo na década de sessenta.

Na mesma época, as irmãs começaram a estudar interpretação no The American Place Theatre, em Nova York, tendo como colega de classe o ator Richard Gere.

Publicidade
Publicidade

Marisa estrearia no cinema em Morte em Veneza (Morte a Venezia, 1971), e atuou em clássicos como Cabaret (Idem, 1972) e Barry Lyndon (Idem, 1975). Nesta época, Berry deixará a carreira de modelo, para dedicar-se à fotografia, tornando-se uma das mais importantes fotógrafas de moda da época, produzindo diversas capas para revistas importantes como Life, Glamour, Vouge e Newsweek.

Berry foi fazer uma sessão de fotos de divulgação do filme O Destino que Deus me Deu (Play It As It Lay, 1972) e acabou conhecendo o protagonista, Anthony Perkins, astro do filme Psicose (Psycho, 1960), [VIDEO] de Alfred Hitchock.

Publicidade

Eles começaram a namorar, e se casaram no ano seguinte, em agosto de 1973. Na época ela tinha 25 anos, e ele 41.

Perkins convenceu a esposa a seguir a carreira de atriz, assim como a irmã. E ao lado do marido ela estreou no cinema em Lembre Meu Nome (Remember My Name, 1978). Mas sua carreira cinematográfica não foi muito bem sucedida, atuando em apenas mais dois filmes: Morte no Inverno (Winter Kills, 1979) e A Marca da Pantera (Cat People, 1982).

Berry e Anthony Perkins ficaram casados por 19 anos, até a morte do ator em 1992, vítima da AIDS. Tiveram dois filhos, o ator Oz Perkins e o músico Elvis Perkins.

Após a morte do marido, voltou a dedicar-se à fotografia e escreveu um livro sobre o estilista Halston, e passou a morar na Jamaica, onde montou um bar.

Publicidade

No dia 11 de setembro de 2001, embarcou no Voo 11 da American Airlines, que se chocou contra o World Trade Center, falecendo aos 53 anos. No mesmo voo estava o produtor David Angell, criador das séries Cheers (1985-1988) e Frasier (1993-2001).

Curiosamente, Berry Berenson morreu um dia antes do aniversário do marido, que faleceu em 12 de setembro de 1992.

Berry Berenson e Geraldine Chaplin em Lembre Meu Nome

#Hollywood