Começar a uma vida a dois é sempre um desafio. O começo de um novo #Relacionamento é sempre complicado, lidamos com diferenças, novas famílias, novas pessoas e os costumes de outra pessoa que escolhemos como par.

Aquele primeiro momento de paixão já está se esvaindo e com o tempo um amor com cobranças e regras começa a surgir para que os planos e sonhos dos dois consigam se conciliar a fim de formar uma nova e duradoura família, e é nesses momentos que os problemas começam. Dívidas, convívio, cobranças e manias, tudo junto embaixo do mesmo teto acaba transformando um conto de fadas em um conglomerado de responsabilidades desgastante para ambos os lados.

As exigências se tornam rotineiras e começam a fazer parte do dia a dia, essas com base em comportamentos ou apenas pensamentos diferentes, acabam dilacerando o convívio e gerando problemas ainda maiores como o fim do relacionamento.

Diante disso, separamos aqui algumas exigências comuns que são letais para qualquer casal.

Tirar a liberdade e afastar dos amigos

Os amigos são a segunda família que escolhemos para nós. Todos nós precisamos de conselhos, ideias, ajuda ou apenas um momento de descontração para dar risada. Proibir o contato com amigos e conhecidos é um grande erro. Pense que ele(a) sempre viveu com essas amizades de maneira que essas mesmas pessoas que você quer afastar podem ter apoiado o relacionamento de vocês, tirando que isso trará uma tristeza muito grande para a pessoa que você mais quer ver feliz e se existe amor de verdade envolvido no relacionamento de vocês, tenha certeza que vetar amizades será muito doloroso para seu/sua amado/a.

Sua família ou eu

Vamos com calma, vocês se uniram a fim de formar uma nova família, mas não de destruir uma família, certo? Essa pessoa que te conquistou pelo jeito de ser tem um motivo para ser assim: sua família. Nossa família é nossa raiz e tentar arrancar essas raízes não será uma boa escolha a se fazer. Nós amamos nossas famílias, com defeitos ou sem defeitos, queremos eles por perto e jamais gostaríamos de nos afastar ou ainda ouvir coisas negativas sobre eles.

Lembre-se, você é uma pessoa de fora na vida do(a) seu/sua parceiro(a), a família sempre esteve lá e você não é em “nada” mais importante que eles.

Ignorar os sonhos da outra pessoa

Viver a dois de fato é conciliar tudo que temos e somos, isso inclui nossos sonhos. Mesmo vivendo em união, não podemos deixar de lado quem somos e o que queremos, temos uma relação para acrescentar e não para diminuir, e é bem aí que os problemas podem acontecer. Ignorar os sonhos da outra pessoa ou criar sonhos em cima dos planos desse alguém é desanimador, todos nós queremos algo na vida e encontrar alguém para nos ajudar a chegar ao topo é a ideia e não deixar de lado o que desejamos a vida toda porque a pessoa que, teoricamente nos ama acha desnecessário ou apenas não gosta.

Sentimento de posse

“Olhe só para mim”; “você é meu”. Algumas pessoas se esquecem que pessoas não são propriedades e ao contrário do que possa parecer, são tão humanos como quem tem essa sede por poder. A falta de confiança em si e a insegurança acabam com o relacionamento. Ninguém é dono de ninguém e essa regra não vai mudar até que se prove o contrário.

Dedique-se apenas a mim

Esse erro é de fato o maior deles e talvez o mais cometido. Ninguém respira o ar de ninguém, compartilhamos o mesmo ar e isso não faz com que vivamos a mercê das escolhas, exigências ou pensamentos da outra pessoa. Cada um é cada um, com um modo de agir e ser e é isso que faz de nós seres únicos, com personalidade. Viver em função de alguém ou seguindo os pensamentos de outra pessoa faz com que percamos nossa exclusividade, fazendo com que viremos um fantoche inanimado, sem vontades ou escolhas próprias.