Quando o assunto é relacionado à #virgindade, sempre é muito polêmico para o tecido social. Porém, o tema se tornou um assunto mais aberto, deixando para trás aquela velha história de que "toda mulher se casa virgem".

Ainda existem muitas dúvidas sobre a virgindade, mitos que as pessoas acreditam, principalmente as mulheres.

Destes mitos, alguns realmente as mulheres só descobrem depois da primeira relação sexual, deixando várias outras confusas. Baseado nisso, fizemos um pequena lista com algumas dessas dúvidas.

Confira agora as 6 coisas que a mulher só descobre depois que perde a virgindade:

1 - Ninguém mais importa se você é virgem ou não.

Quando você é virgem parece que todo mundo se importa com sua virgindade, a primeira relação da mulher é sempre importante, sendo um momento marcante para a vida dela. Pode parecer estranho, mas depois que acontece, ninguém mais liga se você é virgem ou não.

2 - Um mito muito constante é o de que o corpo "muda". Não, seu corpo não muda depois da primeira vez.

As mudanças no corpo tem a ver com a puberdade, e não com o início da vida sexual. As duas fases apenas se coincidem.

3 - Use sempre preservativo, isso é fundamental.

É claro que o sexo sem preservativo é muito melhor, mas melhor ainda é transar e ter a consciência limpa de que você não terá um filho que não estava no planejamento.

4 - Pode doer um pouco na primeira relação.

Toda mulher tem aquele medo de sentir muita dor na hora de perder a virgindade, e realmente isso pode acontecer. Às vezes, você pode não estar preparada, e como os homens costumam ser um tanto apressados, podem tentar começar algo que não está na hora de começar.

5 - Seus seios não caem, isso é outro mito.

Acariciar os seios não faz com que eles fiquem caídos ou flácidos. Isso não passa de uma grande mentira. Os seios podem vir a "cair" se a mulher engordar, emagrecer muito rápido ou devido a uma gravidez.

6 - A sexualidade é como uma caixa de brinquedos para adultos.

Ela pode ser surpreendente, com diversão e entretenimento. Fuja da rigidez. E lembre-se: perder a virgindade não é o fim, é apenas o começo. #preservativos #Doenças sexualmente transmissíveis