O Livro Sagrado é rodeado de mistérios e citações que são realmente bizarras e perturbadoras. Certamente, algumas passagens bíblicas você nunca ouviu na igreja ou foram citadas por líderes religiosos, pois são histórias complicadas e difíceis de compreender.

Para que você entenda melhor algumas passagens encontradas no livro sagrado do cristianismo, reunimos algumas explicações que certamente esclarecerão certas metáforas incompreendidas, acompanhe:

1 - Sofrimento inútil

Jó era um homem íntegro e justo, porém, foi vítima de uma aposta diabólica. Satanás fez um desafio a Deus dizendo que, se Jó perdesse tudo que tinha, certamente, poderia se voltar contra o Criador. Deus aceitou o desafio e autorizou Satanás a começar seu plano. Jó ficou com úlceras por todo o corpo, perdeu seus filhos e teve todos os seus bens roubados e, mesmo assim, nunca ficou contra o Criador. Vendo que Jó era fiel a ele, Deus devolveu tudo em dobro para Jó. Livro: Jó, capítulo 1, 2 e 42.

2 - Lubricidade

Abraão apelou para um de seus servos para trazer uma companheira para o seu filho Isaac, como era feito naquela época. A combinação foi selada e realizada conforme a tradição antiga: o servo se aproximou de Abraão e colocou sua mão sobre as coxas dele ou em seus testículos. O sinal da aliança divina acontecia com a remoção da pele que fica sobre o órgão genital masculino, e isso concluía o acordo e foi como aconteceu. Livro: Gênesis, capítulo 24, versículos 1-9.

3 - Masturbação

O termo “onanismo” é o sinônimo de masturbação. A prática do levirato era muito comum nos tempos bíblicos e acontecia quando um homem morria e não deixava nenhum herdeiro. Seu irmão acabava casando com a viúva e seus filhos passavam a ser descendentes do morto. Alguns eram totalmente contra a ideia e se revoltavam com a situação, como aconteceu com Onã. Ele evitava engravidar a sua cunhada Tamar e, por isso, passou a praticar o coito interrompido, “despejando seu sêmen por terra”. Deus ficou sabendo dos planos de Onã e tirou sua vida. Livro: Gênesis, capítulo 38, versículos 8-10.

4 - Crueldade

A filha caçula do patriarca Saul se apaixonou por Davi, só que Saul achava que seu futuro genro era um forte rival na luta pelo poder central entre as tribos nortes e Judá. Como ela não aceitava a união de sua filha Mical e Davi, ele se determinou a impedir que os dois ficassem juntos, por isso, pediu um dote que certamente Davi não conseguiria pagar. O pedido foi que Davi trouxesse a ele 100 prepúcios (a pele que cobre a extremidade do órgão sexual masculino) de soldados filisteus. Davi estranhou o pedido do futuro sogro, mas não baixou a cabeça e trouxe logo 200 prepúcios. Admirado com a coragem de Davi, Saul acabou entregando a mão de sua filha caçula ao moço. Primeiro Livro de Samuel, capítulo 18, versículos 17-27.

5 - Fratricídio

Quem já leu a bíblia certamente percebeu que irmãos nunca se dão bem na liturgia sagrada. Por isso, vamos citar o caso de Abimelec, que, na intenção de assumir o trono, acabou eliminando ou mandando matar 69 de seus 70 irmãos. O único sobrevivente foi o seu irmão caçula Joatão, que, por isso, acabou fugindo para bem longe de seu irmão cruel. Mesmo depois de tanto esforço, o reinado de Abimelec não durou muito tempo, aproximadamente três anos depois ele levou uma pedrada na cabeça e acabou morrendo. Juízes, capítulo 9, versículo 1-6. #Curiosidades #Religião