A região vaginal, por ser um órgão interno, requer uma série de cuidados que podem evitar corrimentos, infecções e algumas doenças. Alguns hábitos praticados diariamente parecem ser inofensivos, porém, embora sejam simples, podem provocar sérias complicações. Seguem algumas dicas para que se evitem hábitos errôneos.

1º) Sabonete: o uso compartilhado, por outras pessoas do domicílio, do sabonete, aumenta o risco de contaminação. Os sabonetes em barra comuns têm boa detergência, porém, seu pH alcalino pode causar secura excessiva e diminuição da acidez na pele vulvar e na região adjacente. Sabonetes líquidos específicos para a higiene íntima são testados ginecologicamente e, portanto, conferem maior segurança para quem os consome.

2º) Lenços umedecidos, absorventes e papel higiênico aromatizado: para que os produtos sejam perfumados, são usados componentes químicos que podem provocar sensibilidade e alergia. Por isso é preciso estar atento à composição química dos produtos.

3º) Uso incorreto do papel higiênico: o papel higiênico deve ser utilizado no sentido de frente para trás, para evitar a contaminação de impurezas e microrganismos, presentes nas fezes e ânus, no canal vaginal.

4º) Depilação: muitas #mulheres preferem depilar-se completamente, porém, médicos advertem que a prática não é saudável, pois os pelos formam uma camada de proteção natural da região íntima.

5º) Roupas justas: calças e calcinhas muito justas, quando usadas por um longo período de tempo, favorecem a proliferação de bactérias que podem causar, dentre outras coisas, a candidíase. Deve-se observar o material com o qual a peça foi fabricada, são recomendáveis apenas calcinhas que tenham em sua composição o algodão.

6º) Lavagem de peças íntimas: o correto a se fazer é lavar as roupas íntimas com a menor quantidade de produtos químicos possíveis. Deve-se evitar amaciantes, alvejantes e sabões em pó comuns. O ideal é lavar bem a peça com sabonete neutro, de côco ou específico para roupas íntimas em água quente e corrente. As pessoas devem ser lavadas separadamente do restante das roupas e após a secagem, recomenda-se que sejam passadas com ferro quente. #Saúde