Certamente, você, assim como muitas pessoas, espera o final do expediente ou o final de semana para tomar aquela cervejinha gelada e relaxante. A bebida é, realmente, a preferência nacional, principalmente depois daquele dia extremamente cansativo e estressante de #Trabalho. Ela também tem o poder de aproximar os amigos e fazer com que você se sinta altamente tranquilo diante de diversas situações.

E foi isso que levou uma agência localizada na cidade de São Paulo a liberar o consumo da bebida para os seus funcionários, durante o horário de trabalho. A agência de comunicação Notícia Expressa, decidiu substituir o cafezinho, suco ou água por cerveja artesanal, e parece que a ideia está apresentando melhorias no rendimento de seus colaboradores e agradando os funcionários que nela trabalham.

Miriam Matos, a proprietária e também responsável pela ideia, relata que seus funcionários estão apresentando um maior rendimento durante o expediente cansativo que a empresa tem. “Desde que decidimos implantar esse novo hábito no dia-a-dia da agência, coisas maravilhosas vêm acontecendo entre os funcionários, eles estão se sentindo mais à vontade, apresentando uma maior criatividade e completamente empenhados em traçar estratégicas que coloquem nossos clientes na mídia. Logicamente que temos a consciência que isso deve ser feito sem grandes excessos. Todos nós sabemos quais são os próprios limites, e, até o momento, nenhum problema envolvendo a bebida foi constatado durante o expediente. Tudo está sendo feito com extrema moderação”, diz a proprietária.

Miriam Matos conta que ela precisou se especializar no mundo da bebida, pois a chegada de rótulos importados ao Brasil e também com o surgimento de diversas cervejarias artesanais, ela precisou se dedicar ao setor, comprando vários livros que explicavam como era esse grandioso universo, principalmente porque que sua empresa está há 10 anos no mercado e atende muitos clientes que se dedicam ao mundo da cerveja.

Pensando em melhorar ainda mais o atendimento oferecido aos seus fregueses, ela passou a oferecer a bebida livremente em sua empresa, com a intenção de fazer com que seus funcionários também fizessem uma breve avaliação dos produtos, já que muitas das marcas artesanais fazem parte do trabalho realizado em sua empresa. “Isso faz com que o trabalho desenvolvido por eles seja mais completo, por isso, eles não precisam do meu consentimento para saborear a bebida no horário que quiserem. Estou orgulhosa dos resultados apresentados até o momento”, completa a proprietária da agência. #Comportamento