Os filmes pornôs, de fato, podem ser considerados produtos totalmente direcionados para o público masculino. Isso porque, de acordo com João Luís Borzino, que é terapeuta sexual, os filmes pornográficos exibem somente cenas que agradam aos homens, mas não são bem vistos quando o assunto é a maioria das mulheres. O especialista conta que, nesse tipo de gravação, o #sexo e o órgão sexual feminino são ‘endeuzados’ e isso agrada aos telespectadores homens, que, muitas vezes, só pensam no sexo. Mas, na realidade da vida, todos os homens sabem o quanto é difícil levar uma mulher para cama, isso pode exigir uma série de comportamentos e carícias.

Por outro lado, ainda segundo o médico, existem vários fatores com relação à mulher que são esquecidos no filme, principalmente a questão de que existem alguns comportamentos que são ‘necessariamente’ feitos antes para que a mulher chegue até a cama e transe, mas os filmes não mostram isso. A pornografia vai direto ao ponto, no entanto, o homem da vida real percebe o quão é difícil chegar a isso. Veja alguns itens que revelam esse pensamento.

Nem toda posição ou acordo vai agradar às mulheres: nos filmes pornôs, rapidamente os homens conquistam as mulheres e qualquer posição sexual se mostra excelente para os dois. Mas, na vida real, de fato, nem sempre acontece assim. Fora da telinha, existem mulheres difíceis de serem levadas para cama, e quando já estão lá, nem todas as posições serão bem aceitas.

Nos filmes, o sexo oral e a ejaculação são coisas normais: no entanto, na vida real, nem sempre é assim. Muitas mulheres não conseguem fazer o sexo oral, muitas delas fazem para não frustrar o parceiro e, quando isso acontece, não agrada ao homem. Outra questão é a ejaculação. Nos filmes, as mulheres permitem que seja feita na boca ou em qualquer lugar. Já na vida real, nem sempre é assim.

O sexo nos filmes aparentam dar prazer extremo a mulher e ao homem: mas, na vida real, pode acontecer de a mulher não sentir prazer, e nem o homem. Enquanto nos filmes as pessoas aparecem sempre gemendo e felizes com tudo, a realidade da vida fora da TV pode ser muito diferente. Gemer pode ser para poucos e sentir prazer também. Boa parte das mulheres precisam estar envolvidas sentimentalmente na transa para que isso aconteça, e se isso não acontecer, muitas vezes o prazer não aparece.