A vagina é um órgão interno, e por isso devem-se dobrar os cuidados com a região. Alguns cuidados como o material ideal da calcinha, não usar sabonete em barra na zona e outros são mais comuns, e boa parte das #mulheres os conhecem, porém, há ainda cuidados maiores que apenas uma pequena parte do público feminino sabe que é necessário ter. Esses cuidados remetem-se ao pós relação sexual. #Saúde

  • Lavagem da região íntima: após o sexo a região vaginal estará mais sensível, portanto deve-se ter um cuidado maior na hora de higienizar a região. Não é indicado que se use sabão, pois o mesmo pode causar reações alérgicas, irritação ou até ressecamento do órgão. Se sentir necessidade de lavar a região após o sexo, o mais indicado é que lave apenas com água. Usar buchas, esponjas e outros objetos do tipo é estritamente proibido, pois pode lesionar a região.
  • Urinar após a relação: no contato do pênis com a vagina algumas bactérias se alojam na região, bactérias essas que podem causar infecções, inclusive urinária. Urinar até uma hora após o ato sexual ajuda a eliminar tais bactérias.
  • Lenços umedecidos: os lenços umedecidos não são indicados para uso frequente, pois seus componentes podem causar alergias e dermatites. Após o ato sexual não seria diferente, porque a região está ainda mais sensível. Os riscos de infecções, alergias e outros aumentam, portanto, como dito anteriormente, para higienizar a região use apenas água.
  • Dormir com lingerie: após a relação sexual a região íntima fica úmida, em decorrência da transpirações e também a secreções liberadas. As calcinhas podem impedir que haja a respiração da pele, o que facilita o acumulo e proliferação de fungos .
  • Entrar na banheira após a relação: a vagina fica totalmente exposta após o ato sexual e algumas bactérias presente no seu corpo podem permanecer na água da banheira, o que aumenta o risco de infecção. O risco fica ainda maior se o banho na banheira for compartilhado com mais alguém, pois assim haverá uma transferência de bactérias.