O projeto Breakthrough Listen anunciou, na última segunda-feira (7), que começou a utilizar o Rádio Observatório Parkes, localizado na Austrália, para escanear o céu em busca de sinais que comprovem a existência de #vida #extraterrestre no Universo.

Lançado no ano passado, o Breakthrough Listen é um projeto apoiado pelo empreendedor russo Yuri Milner e terá duração de 10 anos. Serão investidos 100 milhões de dólares na pesquisa, tornando-se no programa mais intensivo de busca por vida inteligente fora da Terra. O projeto já estava utilizando os observatórios Green Bank e o Automated Planet Finder, ambos situados nos Estados Unidos. A adição do Parkes permitirá analisar as estrelas que só podem ser vistas a partir do hemisfério sul.

A busca será concentrada em sinais de laser e espectros eletromagnéticos, utilizando telescópios ópticos e radiotelescópios. Com tamanho investimento, será possível reunir em apenas um dia os dados que só seriam disponíveis ao longo de um ano de observação. Comparado com iniciativas anteriores, a busca será 100 vezes mais rápida e em pelo menos cinco vezes mais frequências eletromagnéticas. O Breakthrough Listen espera analisar mais de 1 milhão de estrelas. Todos os dados encontrados serão públicos e disponíveis no site do projeto.

Proxima b

O primeiro alvo do observatório australiano foi Proxima b, o exoplaneta mais próximo da Terra, descoberto recentemente ao redor da estrela Proxima Centauri, situada a 4,3 anos-luz de distância. #Proxima b, está situado na zona habitável, o que permitiria a existência de água em sua superfície e até mesmo formas de vida.

Além dessas condições, Proxima b também é uma escolha natural de pesquisa pois a Breakthrough Starshot, um projeto irmão do Breakthrough Listen, está desenvolvendo uma tecnologia para poder enviar uma pequena sonda para o sistema de Proxima Centauri.

Mensagem para ETs

Um terceiro projeto, o Breakthrough Message, pretende distribuir 1 milhão de dólares em prêmios para aqueles que criarem uma mensagem digital para extraterrestres que mais represente a nossa humanidade. No entanto, ainda não se sabe se as mensagens vencedoras serão realmente enviadas. O projeto ainda está decidindo se enviar uma mensagem dessas para possíveis extraterrestres é uma boa ideia.

Stephen Hawking, conhecido astrofísico britânico, já demonstrou preocupação com o possível encontro da humanidade com uma civilização extraterrestre mais avançada. Nossa história já demonstrou que esses encontros podem ser trágicos, tais como ocorreram entre os maias e os espanhóis.