Segundo a Dra. Evelyn Vinocur, psiquiatra, é muito comum receber em seu consultório mulheres aparentemente bem resolvidas, muito bonitas, com o corpo de dar inveja e que no entanto confessam nunca ter tido um #orgasmo ou estarem insatisfeitas por não sentirem prazer em suas relações sexuais.

Esse problema é conhecido por disfunção sexual e tem com definição um distúrbio do desejo sexual e da alteração psicofisiológica e pode causar estresse, angústias e dificuldades de #Relacionamento. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Estudo de Comportamento Sexual do Brasileiro - ECOS - em média 30% das mulheres brasileiras passam por esse problema, sendo a principal queixa a falta de desejo, seguida pela dificuldade em chegar ao orgasmo.

Outra descoberta é que muitas dessas mulheres já fingiram sentir um orgasmo, e o preocupante é que essa atitude traz consigo um sentimento de frustração, baixa-autoestima e até depressão. Muitas vezes essa mulher vai passando por essa situação e sofrendo sozinha. Mas o que leva uma mulher a fingir um orgasmo e dar a impressão para o parceiro que ele está a satisfazendo?

Muitos são os motivos que podem fazer com uma mulher passe pelo problema da disfunção sexual, seja pontualmente ou mesmo por longos períodos. Dentre essas causas estão a educação sexual rígida, a falta de estimulação nas zonas erógenas do corpo feminino, brigas e conflitos no relacionamento, falta de atração pelo parceiro, histórico de violência sexual, doenças psicológicas como ansiedade e depressão, doenças físicas e o uso de alguns medicamentos. Além disso, existem também as diferentes fases do ciclo menstrual que pode interferir nesse desejo.

Segundo a médica, existem seis motivos principais que levam a mulher a tomar tal atitude. Veja abaixo quais são.

- Receio de ser considerada fria pelo parceiro;

- Medo de não agradar o companheiro se não demonstrarem que eles estão a satisfazendo;

- Insegurança: algumas mulheres se sentem inseguras em mostrar que não estão alcançando o orgasmo.

- Auto-estima baixa.

- Monotonia no relacionamento: algumas mulheres acabam perdendo o desejo pelo parceiro e muitas vezes mantém um relacionamento por motivos financeiros ou emocionais. Algumas evitam ao máximo ir para a cama com o parceiro e fingir o orgasmo é uma forma de acelerar o ato.

- Medo da solidão: a comunicação é tudo em um relacionamento e na busca pelo prazer. O ato sexual em si é consequência de uma relação. Ser transparente, agir com respeito pode ser o caminho para resolver essa barreira emocional que impede a mulher de 'chegar lá'. Se o problema for de cunho orgânico a ajuda de um especialista pode ser necessária. E lembre-se: existem muitas formas de se encontrar prazer em um relacionamento. Liberte-se! #sexualidade