Quando o tema é nossa vida sexual, aparecem inúmeras dúvidas. Além dos equívocos o assunto também envolve numerosos mitos e que precisam ser resolvidos, se tornando possível o esclarecimento de algumas dúvidas que podem atrapalhar nossa vida sexual.

Uma das dúvidas mais presentes na vida feminina é de que o seu órgão sexual ficaria mais apertado se a mulher passar um longo período sem fazer amor. Muitas mulheres ainda se perguntam se isso é realmente verdadeiro. Para que essa dúvida seja finalmente esclarecida, a revista “Women’s Health” entrevistou a especialista sexual, Jennifer Wider, para esclarecer o assunto.

A doutora Jennifer afirma que isso realmente é um mito.

Publicidade
Publicidade

“Algumas pessoas acreditam que uma mulher que faz amor constantemente vai ter seu órgão sexual mais largo do que as mulheres que fazem amor com menor frequência, mas isso é uma afirmação totalmente equivocada”, explica ela. A especialista ressalta que nada vai mudar se a mulher fica ou não sem fazer amor, e isso acontece porque os músculos vaginais são extremamente flexíveis e conseguem se contrair e voltar ao normal logo depois que o ato sexual é praticado. O corpo da mulher pode passar por algumas mudanças logo depois de uma relação íntima, mas nada que a deixe mais larga ou apertada se ficar um longo período sem fazer amor.

O órgão genital feminino pode passar por algumas mudanças com o avanço da idade e logo depois de um parto normal. A especialista explica que, alguns estudos mostram que a vagina passa por algumas mudanças em seu formato logo depois que a mulher dá à luz, porém, seu órgão genital volta ao normal depois de, no máximo, seis meses.

Publicidade

A idade também pode fazer com que o órgão genital feminino passe por mudanças, principalmente por causa da redução hormonal, isso faz com que as paredes do órgão genital se tornem mais finas e isso pode tornar os músculos vaginais mais relaxados. A especialista conta que isso tem tratamento e se necessário a paciente pode recorrer a uma cirurgia reconstrutiva. #Curiosidades #Comportamento