Além de poder ser um bocado prazeroso e ajudar a consolidar a intimidade de um casal, o #sexo pode, segundo a ciência, ter efeitos bastante benéficos para o organismo. Listamos alguns deles:

1 – Estimula a formação de células cerebrais responsáveis pelo aprendizado

Estudo realizado pela Universidade de Princeton, localizada em Nova Jersey, nos Estados Unidos, e publicado na revista científica PlosOne, concluiu que a prática sexual estimula a formação de células cerebrais no hipocampo, estrutura cerebral associada à memória e ao aprendizado.

2 – Inibe a dor

O neurocientista Barry Komisaruk, professor da Universidade Rutgers, localizada em Nova Jersey, nos Estados Unidos, diz que o sexo, mais especificamente o clímax, inibe a dor, tendo um efeito análogo ao efeito da morfina.

Publicidade
Publicidade

Isso, segundo o professor, acontece porque o clímax inibe a liberação dos transmissores de dor da medula espinhal, que, assim, não alcançam os neurônios responsáveis pela sensação de dor.

3 -- Ajuda a prevenir o câncer de próstata

Segundo cientistas da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, homens que chegam aos cinquenta sexualmente ativos enfrentam um risco menor do que o de suas contrapartes inativas de desenvolver câncer de próstata porque as relações vão limpando o órgão.

4 – Ajuda a dormir melhor

Segundo o doutor Arun Ghosh, clínico geral especializado em saúde sexual do Spire Liverpool Hospital na Inglaterra, um clímax intenso vale, para um homem, tanto quanto três miligramas de diazepan, tranquilizante comercializado sob vários nomes, entre eles o de Valium. O corpo humano, depois da relação, busca descansar, o que, diz o especialista, é uma boa razão para dar preferência ao sexo noturno sobre o diurno.

Publicidade

5 – Estimula o olfato

Estudo da Universidade de Calgary concluiu que a produção de certos hormônios (a prolactina, por exemplo) é estimulada no corpo humano pelo ato sexual, e estes hormônios estimulam o surgimento de células no bulbo olfativo do cérebro, região responsável pelo sentido do olfato.