Muitos dentistas aconselham que seus pacientes passem a trocar suas escovas de dente a cada três meses. Essa recomendação pode fazer com que achamos que isso seja uma grande frescura, golpe de marketing ou excesso de cuidado, mas infelizmente não é. A escova pode esconder centenas de bactérias, fungos e vírus que afetam drasticamente a nossa #Saúde.

Mesmo que você realize uma boa higienização, as cerdas se tornam grandes vilões para o nosso organismo, já que podem esconder coisas nojentas que estão prontas para entrar na sua boca e causar um grande desiquilíbrio em seu corpo.

Para que isso não aconteça com você, reunimos algumas coisas completamente nojentas que se escondem em sua escova e que certamente poderá afetar negativamente a sua saúde, acompanhe:

Coliformes Fecais

Se você costuma deixar a sua escova próximo ao vaso sanitário, esteja ciente de que sua escova pode estar acumulando milhares de bactérias E.

Publicidade
Publicidade

Coli. Essas bactérias vêm das fezes, principalmente quando você dá descarga com a tampa do vaso levantada, isso faz com que essas bactérias se espalhem por todo o banheiro e se instale em sua escova dental e demais objetos de uso pessoal.

Fungos

Os fungos também podem se instalar com muita facilidade na sua escova de dente. Um dos casos mais frequentes é de Candidíase oral (sapinho). Esse fungo pode causar diferentes tipos de assaduras e infecções, trazendo as doloridas aftas. Se você costuma dividir a escova de dente ou armazena-la em grupo, saiba isso pode oferecer grandes males a sua saúde bocal. O ideal é que cada pessoa tenha a sua escova, guardando o objeto na vertical e sem contato com as outras escovas dentais.

Vírus

Se você está com a resistência baixa, certamente vai ter mais facilidade para contrair alguns vírus que podem estar na escova de dente.

Publicidade

Herpes, vírus da gripe e HPV também podem se abrigar na escova de dente e causar inúmeros prejuízos ao seu organismo.

Mesmo que o HPV seja transmitido sexualmente, qualquer um de nós pode ser contaminado através do compartilhamento da escova de dente com alguém que seja portador do vírus. Já o herpes, se a pessoa estiver com algumas feridas bucais, o vírus consegue sobreviver por até uma semana na escova, tornando o contagio facilitado quando o objeto é dividido.

Alimentos

Os restos de comida também podem ser encontrados na escova de dente. Quando nos alimentamos e em seguida escovamos os dentes, os restos de comida que está em nossa boca passam para a escova de dente, e isso se torna um ótimo recipiente para que as bactérias se procriem e afetem rapidamente o seu organismo.

Para que você consiga evitar isso, basta prestar a atenção e lavar cuidadosamente as cerdas de sua escova.

Cárie

A bactéria Streptococcus mutans é uma das principais responsáveis pela proliferação das cáries em sua escova de dente, já que costumamos guarda-las em locais úmidos e sem ventilação.

Publicidade

Aprenda a higienizar a sua escova de maneira correta:

Para que você consiga proteger a sua escova de dente dessas coisas nojentas e desagradáveis, é importante ter alguns cuidados na hora de guarda-la.

Depois que a escovação for finalizada enxágue bem a escova. Você também pode deixa-la de molho em uma solução de água sanitária por aproximadamente 10 minutos.

Depois enxágue a escova como de costume, secando e deixando o objeto ao ar livre por alguns minutos.

É muito importante que você não compartilhe a escova de dente, o objeto é de uso pessoal e cada pessoa deve ter a sua. #Dicas #Curiosidades