Conta-se que, durante um evento esportivo, na Grécia Antiga, um senhor idoso vagava pelos lugares onde ficavam os espectadores procurando onde se sentar, mas ninguém cedia o lugar para ele por onde ele passava. O pobre homem só encontrava zombarias em seu caminho. Até que ele chegou à seção espartana, onde todos, homens e garotos, se levantaram e ofereceram seus lugares ao velho. Os outros gregos, vendo isso, elogiaram e aplaudiram a ação espartana, ao que o velho respondeu que, aparentemente, todos gregos sabiam qual era a coisa certa a fazer, mas, entre eles, só os espartanos eram capazes de fazê-la. Bom, a gente sabe que muitas #coisas não deveriam ser feitas no banho, mas muitas coisas muita gente faz de qualquer maneira.

Publicidade
Publicidade

As ofensas ao bom comportamento no banheiro vão desde usar como vaso sanitário até assoar o nariz da forma mais imunda impossível enquanto as águas rolam. Listamos alguns exemplos de transgressões no banheiro:

1 – Urinar no ralo

Poupa água da descarga e poupa tempo, é conveniente, mas é muito nojento, não é? Mas muita gente faz do mesmo jeito.

2 – Urinar na banheira

Quando não é o ralo do boxe, é na banheira enquanto desfruta de um relaxante banho de torneira.

3 – Usar a mesma toalha repetidamente sem lavar

A toalha evidentemente acaba com um cheiro insuportável depois de muito tempo de uso sem ser lavada. Deixe de preguiça, coloque a toalha usada lavar e coloque outra no lugar.

4 – Depilação no banheiro

Parece fazer todo sentido depilar-se no banho, mas aqueles pelos acabam tomando conta de tudo, principalmente do ralo, tornando o banho bem mais difícil depois.

Publicidade

5 – Assoar o nariz e deixar a coriza cair no corpo

Daí a água do banho trata de levar com o resto da sujeira. Prático, sim, mas nojento, também.

6 – Usar a pia como vaso sanitário

Há quem (leia-se homens) fique com preguiça de usar o vaso sanitário e faça suas necessidades líquidas na pia mesmo, que é perto da porta. É necessário dizer que o cheiro fica horrível? É necessário dizer que é um absurdo? #Relacionamento