Você é daqueles que preferiu seguir a linha Nintendista na época da batalha Super Nintendo vs Mega Drive? E continuou apaixonado pelo game mesmo após o #Lançamento dos modernos PlayStation e XBox? Aí sua mãe, em um dia de limpeza insana, derrubou seu lindo brinquedinho e você ficou sem ele? Pois essa notícia vai agradar e muito os fãs de um dos melhores consoles da história dos videogames. A Nintendo lançou recentemente uma versão portátil de seu clássico videogame Nintendinho. Dado o sucesso estrondoso de vendas do aparelho, que se esgotou em poucas horas, a Nintendo parece estar disposta a resgatar outro de seus clássicos: o Super Nintendo.

Publicidade
Publicidade

O motivo de todas as suspeitas surgiu com um registro de marca de patente pedido recentemente pela Big N, que acabou por surgir em um perfil de Twitter dedicado a acompanhar exatamente marcas registradas como essa. E o que há de tão especial nessa solicitação? A imagem de um controle do clássico console Super Nintendo.

O que reforça a tese é o enorme sucesso da Nintendo com o relançamento do NES, um console icônico lançado em 1983 (e que aqui no Brasil é mais conhecido carinhosamente por seus fãs como Nintendinho), em uma versão mini em julho deste ano. O anuncio causou um grande alvoroço nos gamers mais nostálgicos, e prova disso é o sucesso das vendas. O mini NES chegou as lojas dos Estados Unidos em uma sexta-feira e em em poucas horas já estava esgotado. Desde então, a empresa japonesa vem se esforçando para repor os estoques e atender a procura incessante do público.

Publicidade

O preço sugerido é de US$ 59 (R$ 194), porém devido a essa rápida escassez, algumas pessoas estão se aproveitando e vendendo o console no eBay por mais de US$600 (R$ 1.970). Como tudo por aqui é mais caro, no Brasil se paga pelo aparelho de R$1.000 a R$1.300.

Com o recente registro da patente, poderemos em breve ter mais notícias sobre o que a Nintendo pretende verdadeiramente fazer. Só o que nos resta é aguardar.

Entendendo melhor o sucesso do SNES nos anos 1990

Para quem não é da época, SNES significa Super Nintendo Entertainment System. O console foi lançado em 1991 e vendeu mais de 46 milhões de unidades ao redor do mundo inteiro.

Para se ter uma ideia do poder e da influência desse console, mesmo depois que os periféricos com o dobro da capacidade de processamento gráfico, o Super Nintendo continuou sendo produzido e manteve-se bem posicionado no mercado mundial de vendas. A Nintendo of America não parou de fabricar o aparelho de 16 bits até o ano de 1999. No Japão, o prodígio foi maior ainda: o SNES só deixou de ser fabricado em setembro de 2003.

Publicidade

Os jogos lançados para o SNES também tiveram desempenho admirável. Super Mario World foi o jogo mais vendido, em parte devido ao fato de que ele vinha junto do console em várias partes do mundo. Donkey Kong Country e Super Mario Kart provaram ser os títulos de maior sucesso, com cada um vendendo mais de oito milhões de cópias. A Capcom vendeu milhões de cópias da série Street Fighter II, da qual várias iterações foram lançadas para o SNES. A Capcom também lançou o jogo para o Mega Drive, mas apenas um ano depois da versão de SNES ser lançada. Outros jogos de sucesso foram o Top Gear, clássico de corrida, e Super Star Soccer, jogo de futebol que deu origem ao PES. #games #Tecnologia