Nosso país vive novamente uma semana de luto após o acidente do avião que levava a equipe da #Chapecoense para a Colômbia, que comoveu não só o Brasil como o mundo todo. E nesse momento de dor devido a maior #Tragédia do futebol brasileiro, relembramos 8 vezes que o nosso país parou para chorar:

Em um primeiro de maio de 1994, o país se despediu de seu maior ídolo do esporte na ocasião. Ayrton Senna da Silva era tricampeão mundial de Fórmula 1 e pilotava sua Williams no GP de San Marino, em Ímola, quando ao entrar na curva Tamburello perdeu o controle do carro devido a uma barra de direção quebrada, seguindo reto e chocando-se violentamente contra o muro de concreto. Senna foi declarado morto horas depois do acidente já no hospital. O piloto era ídolo não só no nosso país, mas no mundo inteiro.

Na noite de 2 de março de 1996, o Brasil perdeu de uma maneira trágica a banda de maior sucesso na época. Todos os cinco integrantes da banda Mamonas Assassinas e mais quatro tripulantes de um jato executivo Learjet faleceram após este se chocar em uma mata da Grande São Paulo. A comoção foi grande em todo país.

Em 5 de novembro de 2015, duas barragens da mineradora Samarco Fundão, em Bento Rodrigues, distrito de Santa Rita Durão, em Mariana (MG), a 115 km de Belo Horizonte, romperam por volta das 16h30. De acordo com o Corpo de Bombeiros, 500 pessoas foram resgatadas, pelo menos 17 morreram.

O país acordou na manhã de 27 de janeiro de 2013 com a triste notícia da tragédia em Santa Maria, cidade do Rio Grande do Sul. O incêndio na boate Kiss foi uma tragédia que matou 242 pessoas e feriu 680 outras e foi causado por um sinalizador disparado no palco em direção ao teto por um integrante da banda que se apresentava no local. A imprudência e as más condições de segurança ocasionaram a morte de mais de duas centenas de pessoas.

Outro acidente que chocou o Brasil ocorreu no dia 13 de agosto de 2014, quando uma aeronave Cessna, modelo Citation Excelm caiu em Santos, litoral de São Paulo. Estavam a bordo sete pessoas, incluindo Eduardo Campos, candidato à presidência da República na eleição de 2014, marcada para 5 de outubro, menos de dois meses depois. Campos era também o líder nacional do PSB e havia sido governador de Pernambuco por duas vezes.

A explosão do airbus da TAM em 17 de julho de 2007 foi outra tragédia da aviação brasileira que ao tentar pousar na pista 35L, em São Paulo, a aeronave não conseguiu frear, ultrapassou os limites da pista, atravessou a avenida Washington Luís e colidiu com o prédio da TAM Express e com um posto de gasolina da Shell. Todos os 187 passageiros e tripulantes a bordo do A320 e mais doze pessoas em solo morreram.

O cantor goiano Cristiano Araújo, de 29 anos, e a namorada dele, Allana Coelho Pinto de Moraes, de 19, morreram na manhã de 24 de junho de 2015 após um acidente de carro na BR-153, no km 614, entre Morrinhos e o trevo de Pontalina, em Goiás. O cantor fazia bastante sucesso na época e era uma das revelações da nova música sertaneja.

E, por fim, a tragédia que chocou o Brasil nessa última terça feira. O avião que levava o time da Chapecoense para a disputa da final da Sulamericana na Colômbia caiu a poucos quilômetros da cidade de Medellín deixando 71 mortos, entre jogadores, jornalistas e tripulantes da aeronave. Houve ainda 6 sobreviventes.

#Futebol