A empresa espanhola Durmet criou um colchão que usa tecnologia avançada para nada menos que informar o comprador que seu parceiro está sendo infiel. O slogan usado para divulgar o produto é: “se seu parceiro não é fiel, então, pelo menos, seu colchão vai ser”.

O colchão chamado de “Smarttress” (junção das palavras inglesas “smart”, ou seja, “esperto” e “mattress”, que significa colchão) possui sensores escondidos que são capazes de detector movimentos suspeitos na cama. Iván Miranda, um dos engenheiros da Durmet, disse que seus interlocutores não conseguiriam imaginar os testes que a empresa fez para garantir que o Sistema de Detecção de Amantes, como o sistema é chamado, possa distinguir, por exemplo, entre os pulos de um cão na cama e os movimentos sensuais de um amante furtivo.

Publicidade
Publicidade

Caso os movimentos na cama sejam identificados como os de relações sexuais, um aplicativo envia um aviso ao celular cadastrado do parceiro pretensamente traído.

Talvez não seja surpreendente que uma empresa espanhola tenha se lançado como pioneira desse uso da tecnologia. Parece mais um caso de “a necessidade é a mãe da invenção”. Pesquisas indicam que os espanhóis estão entre os parceiros mais infiéis do mundo. O site Ashley Madison, voltado para facilitar casos extraconjugais, estima a quantidade de inscritos espanhóis em mais de um milhão. Além disso, segundo informa o porta-voz da empresa espanhola, uma pesquisa recente sobre infidelidade sexual aponta que mais de 90% dos espanhóis tem como lugar preferido para o #sexo sua própria casa. Assim sendo, completa ele, a companhia resolveu dar tranquilidade aos compradores do colchão, não só de noite como durante o dia também, quando eles saem para trabalhar.

Publicidade

O Sistema de Detecção de Amante é tão avançado, segundo a empresa fabricante, que permite até mesmo que o usuário do aplicativo veja em tempo real que partes da cama estão tendo mais uso e possa ter uma ideia geral do que se passa em sua casa.

Um modelo Smarttress básico custa cerca de 5000 reais.

#traição #Vídeo