Conhecer alguém, se apaixonar, namorar e, finalmente, se casar faz parte do nosso desenvolvimento humano. Porém, na maioria das vezes, o casal é composto por dois seres que possuem raízes em si, tradições, costumes, rotina e valores bem diferentes um da outro, e é justamente aí que essas diferenças se tornam responsáveis pelos futuros problemas envolvendo a própria convivência e diversos conflitos familiares.

Alguns casais conseguem conviver sob o mesmo teto e colocam limites e acordos para que ambos passem a respeitar os princípios e ideais do outro, mas o problema é que, quando nos unimos, não é somente com a pessoa amada, mas sim, com toda sua família que inclui cunhado, cunhada, irmã, sogro, sogra e etc.

Publicidade
Publicidade

Quando essa convivência se torna algo harmonioso, você sabe que foi sortuda, mas, se você percebe que as personalidades não se entenderam, já está consciente de que surgirão muitos problemas e terá que ser extremamente forte para enfrentar a tão “temida sogra”.

De acordo com site Marisa Psicóloga, a melhor maneira de se manter uma boa relação entre nora e sogra é não enxergá-la como uma grande rival, principalmente quando envolve o amor de marido e filho, é preciso vê-la como uma pessoa essencial para o seu convívio familiar. É importante ter a consciência de que, hoje, você é nora, porém, “amanhã”, certamente, também se tornará uma sogra.

Discutir constantemente com um membro da família da pessoa que você ama, pode oferecer o risco de que sua união seja destruída e, por mais que exista amor entre você e seu parceiro, ele vai passar a viver em um constante desiquilíbrio emocional, já que as duas mulheres que ele ama não se entendem, não se amam e não se respeitam.

Publicidade

Essas “guerras” vão trazer muita infelicidade na vida do seu parceiro e, automaticamente, na sua também, por isso, devemos tentar entender o porquê estão acontecendo essas discórdias, e qual o real motivo pelo qual ela não te aceita. Talvez demostrar interesse em saber essas informações torne a relação mais saudável e diminua o sofrimento do casal e também dos familiares envolvidos nessa relação destrutiva.

O medo das mães

Muitas mães pensam que, quando o filho se une com outra mulher, ela está perdendo a admiração e amor que ele manteve a vida inteira por ela, e isso, simplesmente, vai passar a ser da sua nora. Todos nós temos um grande medo de perder quem amamos, mas essa situação é facilmente corrigida, basta que uma das partes seja madura o suficiente para ignorar certas ofensas e devolver o respeito merecido nessa relação entre nora e sogra.

É necessário combater esses sentimentos negativos sem precisar declarar guerra, e a melhor maneira de conquistar a sua sogra é demostrar o lado do bem, tornando possível o seu desenvolvimento do amor por toda a família do seu parceiro.

Publicidade

As atitudes que devemos manter nesse tipo de relacionamento é exaltar as qualidades dela como uma boa mãe, isso certamente vai abrir as portas do coração dela e acabar com todos os sentimentos de intrigas e ciúmes que ela, possivelmente, está carregando, e é isso que explica o porquê ela não te aceita. Cuidar do filho dela, oferecer bondade e amor também é algo essencial para conquistá-la definitivamente, buscar oferecer o seu melhor para ele fará com que ela perceba o quando você é essencial para a vida dele e que ele finalmente fez a escolha certa. #Comportamento