O site Daily Mail, do Reino Unido, abordou em reportagem a curiosa história que envolve aquela que é considerada a múmia mais bem preservada já descoberta na história. O corpo pertenceu à chinesa Xin Zhui, também conhecida como "Senhora de Dai".

A mulher e seu marido – o Marquês de Dai, Li Cang – viveram há cerca de 2.100 anos, quando a #China era governada pela Dinastia Han. O túmulo de Xin Zhui foi encontrado por acaso dentro de uma colina situada em Hunan, enquanto trabalhadores tentavam localizar um abrigo antiaéreo.

Descobertas

A descoberta do túmulo da Senhora de Dai revelou um pouco de sua vida luxuosa, pois estavam enterrados junto ao corpo 100 vestidos de seda pura, além de artigos de maquiagem e toalete. Adicionalmente, também foram encontradas no local 160 figuras entalhadas em madeira, representando o séquito de empregados que serviam a Xin Zhui.

A própria múmia estava envolta em mais de 20 camadas de seda, e depositada dentro de quatro caixões, dispostos um dentro do outro, que foram cheios de carvão e selados com argila, o que impediu que bactérias realizassem o processo decomposição do corpo.

Segundo o Daily Mail, os cientistas que estudaram o cadáver ficaram impressionados ao descobrir o quanto a múmia da Senhora de Dai estava bem preservada, ainda apresentando pele macia e membros flexíveis, além de possuir cílios e cabelo.

As boas condições do corpo permitiram aos pesquisadores concluir que Xin Zhui morreu aproximadamente aos 50 anos de idade, provavelmente vítima de uma doença cardíaca ocasionada por seu estilo de vida, que incluía uma dieta pouco saudável e falta de atividade física. Quando faleceu, a Senhora de Dai estava obesa e sofrendo de diabetes, artérias obstruídas, pressão alta, colesterol alto, cálculos biliares e doença hepática. Além disso, seu coração já estava bastante danificado.

Curiosamente, de acordo com o site Ancient Origins, a autópsia do corpo revelou que a última refeição de Xin Zhui foi saudável, uma vez que patologistas encontraram 138 sementes de melão, ainda não digeridas, no interior de seu sistema digestivo.

História que fascina os chineses

A vida da Senhora de Dai é envolta em tanto mistério que acabou virando um musical, intitulado Beleza da Dinastia Han. Ainda segundo o Daily Mail, o show está em cartaz na cidade de Changsha, capital da província de Hunan (onde a múmia foi encontrada), e relata a história do casal Xin Zhui e Li Cang.

Veja algumas imagens da múmia, em um vídeo em inglês:

#Curiosidades