Em uma bela e grata surpresa para a geração que foi criança na década de 80 a DC Comics está preparando um crossover entre dois gigantes dos desenhos oitentistas: Thundercats e Masters of the Universe, a série de TV do He-man.

A primeira edição do crossover entre esses dois universos começa com um grande choque: a morte de He-man pelas mãos de Mumm-Ra. Embora o monstro não tenha conseguido derrotar Lion-O pela posse da Espada Justiceira, ele foi muito mais bem sucedido em sua busca pela Espada do Poder, confiada a He-Man de Eternia. Tomando a forma de um aliado familiar, Mumm-Ra pegou a espada de He-Man (conhecido como Príncipe Adam em sua forma normal) e atravessou o peito do herói com ela.

Publicidade
Publicidade

Uma reviravolta chocante.

Confira abaixo algumas imagens da HQ:

Este é o exato momento em que Mumm-ra mata Adam com a própria espada do príncipe:

Podemos confirmar a morte do príncipe de Etérnia nessa próxima imagem que retrata seu funeral:

Agora vemos Rei Randor desconsolado com a morte do filho ao lado de Lion-O que tentará se vingar da morte do amigo:

A minissérie de seis edições terá roteiro de Rob David e Lloyd Goldfine, com desenhos de Freddie E. Williams II, que recentemente desenhou o crossover Batman/Teenage Mutant Ninja Turtles. David é o diretor criativo da linha de He-Man na Mattel e Goldfine, o supervisor de produção da empresa de brinquedos.

Na trama, Mumm-Ra busca em outras dimensões alguma arma capaz de derrotar a Espada Justiceira, e quem vai parar na sua mira é justamente o defensor de Etérnia e sua Espada do Poder.

Publicidade

O escritor da HQ disse o seguinte:

“Os poderes de Grayskull e o Grande Olho de Thundera se alinharam para me fazer o cara mais sortudo de todas as terras. He-Man e ThunderCats eram a minha vida quando estava na escola – meus amigos e minha família sabem o quanto eu amava esses dois desenhos. Eu costumava pausar os episódios e desenhar os personagens. Um crossover entre He-Man e ThunderCats é a realização de um objetivo de vida e o meu sonho fanboy se tornando realidade.”

Para entender melhor sobre os personagens se você não é da década de 80:

He-Man é com toda a certeza, um dos maiores ícones dos super-heróis de #Desenho Animado da década de 80.

Criado no início dos ano 80, como uma nova linha de bonecos articulados para a Mattel, o herói ganhou, na época, uma propaganda de TV animada. O resultado final foi tão interessante que a empresa resolveu apostar numa temporada completa de desenhos dos Mestres do Universo. Teve início assim uma das mais memoráveis animações da história.

A primeira série de He-Man e os Mestres do Universo teve 130 episódios, além de uma série derivada (She-Ra), dois especiais para a TV, virou história em #Quadrinhos e ganhou até um longa-metragem.

Publicidade

Já os Thundercats, para quem não assistiu, eram meio humanos e meio felinos. Eles tiveram que deixar o seu planeta de origem porque ele estava instável e ia explodir. A nave usada na fuga da catástrofe foi, no entanto, atacada pelos Mutantes, mas seu líder, Jaga, conseguiu pilotar a nave, que tinha sido danificada no ataque inimigo, e conseguiu pousá-la no Terceiro Mundo. Esta foi, porém, a sua última missão como líder dos Thundercats, pois ele não aguentou a viagem e acabou morrendo depois de pousar a nave em segurança. Os outros passageiros da nave estavam dentro de cápsulas criogênicas, que tinham como principal função retardar o envelhecimento dos seus tripulantes durante a viagem. Mas um dos recipientes não funcionou como deveria e seu usuário acabou envelhecendo. O nome do sortudo era Lion-O, o herdeiro de Jaga na liderança do grupo. Os outros sobreviventes da tragédia de Thundera, que também estavam na nave eram: Panthro, Cheetara, Tygra, Wily-Kitt, Wili-Katt e Snarf. Os dois desenhos passavam na Globo.

Infelizmente ainda não temos projeção de quando chegará ao Brasil essa primeira edição de He-Man/ThunderCats, mas vale muito a pena aguardar pois vem coisa boa por aí. Será que até o final da história poderemos ver He-Man voltando à vida de alguma forma? #Televisão