"O melhor lugar no mundo

É dentro de um #abraço

Pro mais velho ou pro mais novo

Pra alguém apaixonado, alguém medroso

O melhor lugar no mundo

É dentro de um abraço

Pro solitário ou pro carente, é

Dentro de uma abraço é sempre quente

Tudo que a gente sofre

Num abraço se dissolve

Tudo que se espera ou sonha

Num abraço a gente encontra"

A música da banda minara Jota Quest traduz muito bem o que se passa num abraço e, convenhamos - abraços nos deixam mais felizes - isso é fato incontestável.

Abraços trazem felicidade

Por incrível que pareça, essa #Felicidade pode ser explicada cientificamente. Quando abraçamos ou recebemos um abraço, o nosso organismo libera uma substância chamada oxitocina, mais conhecida como hormônio do bem-estar, que aumenta a felicidade geral de uma pessoa.

Publicidade
Publicidade

Mais um benefício da oxitocina: quando esse hormônio é liberado através de abraços, aumenta o poder de memória, além de estimular o sistema nervoso parasimpático, ajudando o cérebro a encontrar um equilíbrio entre a atividade e a serenidade.

Além dela, abraços também podem liberar endorfina, aquela substância liberada quando fazemos atividade física ou quando comemos chocolate e - adivinha - também contribui para o bem-estar.

Falando em atividade física, um simples abraço queima 12 calorias. Pode não ser muito, mas ajuda.

Se abraços contribuem para o bem-estar, nada mais justo que eles contribuam para a saúde. Certo? Certíssimo! Abraços ajudam a reduzir o estresse e a pressão arterial.

Abraços traduzem emoções

Abraços comunicam #emoções e nada melhor do que dizer o quanto uma pessoa é importante sem dizer uma só palavra.

Publicidade

Então, vamos abraçar. Afinal, o ser humano precisa, em média, de 14 abraços por dia. E, nos abraços, a produção de serotonina aumenta, o que é considerado ótimo, já que, quando os níveis de serotonina estão baixos, ficamos mais propensos a ter sentimentos relacionados à depressão e à solidão.

Abraços são tão bons para as pessoas que têm até o próprio dia: 22 de maio. E, aqui no Brasil, fazemos jus à data: 206 milhões de brasileiros distribuem três vezes mais abraços do que qualquer outro povo. E São Paulo é o estado que mais abraça no Brasil. #ficaadica pra quem diz que não existe amor em SP. Por mês, os paulistas abraçam cerca de 1 hora. Tá aí uma hora extra que ninguém ligaria de fazer.