Em Taubaté/SP, um projeto simples de crowfounding foi criado e produzido pela Pindorama Filmes e pelo Canal Futura, em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica. A campanha chamada "Dá Pé" foi inspirada pelo programa “Um Pé de Quê?". Na mesma cidade, reuniu pessoas voluntárias a plantarem 500 árvores nativas da Mata Atlântica, nas margens do Rio Una, no domingo (11), para que as próximas ações totalizem 3.750 mudas de espécies compatíveis com o clima da região e em diminuição.

Este exemplo realizado no site da Kickante é uma iniciativa repetida no Dia da Árvore a cada edição, no caso, a segunda vez, para arrecadar recursos e realizar o plantio no total de 20 mil árvores para restaurar florestas.

Publicidade
Publicidade

Depois de Taubaté, vai para um segundo plantio dia 18 de dezembro, no Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Nestes eventos, é comum os jovens levarem toda família a semearem um futuro diferente no local onde plantam, simbolizado, ao menos, pela própria. O simples gesto, somado ao cuidar da árvore plantada, traz uma relação especial com a vida criada. Tanto a importância como a contribuição à saúde do local prolifera a ideia também as outras cidades, multiplicando efeitos. No caso de Taubaté, foi inserido numa mata onde restam apenas 12,5% da área original da Mata Atlântica.

Sua primeira edição arrecadou 100% da meta e reflorestou 1,33 Km de matas ciliares do Rio Uma, para totalizar mil mudas de árvores entre dezembro de 2015 e março de 2016, sob supervisão da SOS Mata Atlântica.

Publicidade

Este programa tem parceria há mais de 11 anos com o Jardim Botânico de Rio de Janeiro, a Fundação SOS Mata Atlântica e o Instituto Plantarum.

Crowfounding

Sob a análise do crowfounding, este simples e profundo exercício molda pensamentos. Ao se elaborarem projetos semelhantes, depois aplicar a chance de investidores criarem e gerenciarem seu resultado em parceria, muda a perspectiva de investir na ideia de outrem, participando ativamente de sua execução.

Neste projeto em específico, a meta é simples e facilmente praticada pelas pessoas que financiam. Porém já existe uma empresa automobilística chamada Sono Motors em Munique, Alemanha, que conseguiu concretizar seu projeto do pequeno modelo Sion, lançado com dois modelos via crowfounding, por intermédio das redes sociais. Apenas os convites já geraram superação dos 150.000 euros com resultado de 279.435 euros, para a produção em série se iniciar em 2018. Apesar de pequeno, transporta seis passageiros, têm 7,5 metros quadrados de painéis solares incorporados, gera energia e também funciona como baterias para alimentar outros equipamentos externos, a velocidade máxima é de 140 km/h e motor com 50kW de potência. #automobilística #crowdfounding #Natureza