Além dos conselhos das mamães a suas filhinhas para "se darem o respeito" e sentarem-se recatadamente, a Ciência descobriu uma razão para que as pessoas de qualquer gênero evitem cruzar as pernas. Segundo estudos, sentar de pernas cruzadas pode ter efeitos nocivos sobre a saúde, afetando pernas, pés, coluna vertebral, pressão arterial e favorecendo o desenvolvimento das temidas varizes.

Pesquisas realizadas em 2010 descobriram que manter a mesma posição, especialmente sentar-se com as pernas cruzadas, durante muito tempo pode causar a paralisia do nervo peroneal, condição em que o nervo peroneal, um ramo do nervo ciático, é danificado, prejudicando a capacidade de movimento de pé e perna.

Publicidade
Publicidade

Além disso, sentar-se de pernas cruzadas por um longo período pode aumentar a pressão sanguínea, o que é especialmente prejudicial para pessoas que já sofrem de problemas de pressão. Sentar-se nesta posição também deixa a articulação do quadril levemente fora do eixo, o que pode, com o passar dos anos e a repetição da postura, fazer com que a referida articulação não se encaixe mais na cavidade do ílio e na cabeça do fêmur.

Outra coisa que diz respeito a ambos os sexos, mas é mais reparado pelas mulheres - ou pelo menos é mais reparado nelas, culpe a postura de assumir dois pesos e duas medidas da sociedade se quiser - são as varizes. Embora em grande parte seu surgimento deva-se a pré-disposições genéticas, o desenvolvimento de varizes parece ser favorecido e acelerado pelo #hábito de cruzar as pernas.

Publicidade

O hábito de sentar-se com as pernas cruzadas também pode ter efeito nocivo sobre a coluna vertebral: um estudo concluiu que pessoas que passam mais de três horas diárias com as pernas cruzadas apresentam maior tendência a adquirir uma postura curvada, ruim para a coluna.

Um a zero para a sabedoria materna, portanto. Quanto ao hábito de marmanjos de lançarem olhares maliciosos para as pernas e regiões adjacentes das mulheres ou fazerem comentários maldosos, talvez se as mães, em geral, gastassem tanto tempo e esforço tentando ensinar os filhos a respeitar as mulheres quanto gostam ensinando as filhas o que fazer com as pernas... Bom, não custa sonhar. #Curiosidade