Uma nova polêmica passou a deixar muitas pessoas das redes sociais intrigadas. Trata-se de uma #fotografia aparentemente normal onde aparece uma janela, entretanto a maior parte das pessoas dizem ver um bebê na janela, enquanto outros alegam enxergar somente borrões e que não conseguem ver de forma alguma a tão falada criança.

Até o momento, ninguém ainda conseguiu desvendar esse mistério, mas já circulam na internet algumas possíveis explicações. Existem pessoas que falando que quem consegue ver uma criança na janela tem uma grande facilidade para enxergar também um mundo sobrenatural, outras acreditam se tratar apenas de uma ilusão de ótica, possui também as que dizem que a imagem possui algum tipo de efeito no qual a criança não consegue ser vista por quem apresenta problemas na visão.

Publicidade
Publicidade

Segue abaixo a foto polêmica:

Essa não é a primeira polêmica que surge nas redes sociais. Algum tempo atrás, também viralizou na internet a foto de um vestido que algumas pessoas diziam que a cor dele era branco com dourado, enquanto outras diziam ser preto com azul. Tudo começou com uma escocesa de 21 anos que fazia parte de uma banda e ao tocar em um casamento, a mãe da noiva estava vestindo esse polêmico vestido. Foi então que a noiva e seu noivo não conseguiram chegar em um acordo sobre a cor dele e decidiram compartilhar a foto no Facebook. A história cresceu nas redes sociais e não parou mais.

Outra polêmica também que viralizou no mês de outubro deste ano foi quando uma moça postou em seu Instagram uma foto de suas pernas com rabiscos de tinta branca. Logo seus seguidores começaram a questionar, pois alguns diziam parecer que ela passou óleo ou colocou plástico nas pernas, pois as coxas estavam estranhamente brilhosas, quando na verdade eram apenas alguns riscos de tinta branca.

Publicidade

Tratava-se de ilusões de ótica, em que as imagens enganam a visão humana, fazendo com que o ser humano veja coisas de uma forma errada em imagens que podem varias interpretações, podendo surgir naturalmente ou até mesmo serem criadas. #Curiosidade